Para aquecer o mercado das nakeds no Brasil, a italiana Ducati anunciou recentemente a chegada da nova Monster 821, que chega para ocupar o lugar da antiga Monster 796, com direito a um novo motor, conjunto eletrônico diferenciado e visual mais agressivo, que lembra a irmã maior Monster 1200. O modelo já está sendo oferecido em versão única, com preço sugerido de R$ 43,9 mil.

O grande destaque da nova Ducati Monster 821 fica por conta do motor, um Testastretta 11º, herdado da linha Hypermotard, com dois cilindros em “L”, 821 cm³ e oito válvulas, com direito ainda a arrefecimento líquido, capaz de entregar até 112 cavalos de potência, a 9.250 rpm, e 9,12 kgfm de torque, a 7.750 rpm. Junto a ele está uma transmissão de seis marchas, com embreagem de acionamento hidráulico e sistema deslizante, que diminui os trancos nas reduções.

O modelo possui acelerador do tipo eletrônico, três modos de pilotagem (Sport, Touring e Urban), controle de tração com oito modos no conceito Ducati Safety Pack (DSP), freios Brembo com controle Bosch ABS 9MP e sensor de pressão integrado e painel de instrumentos com display LCD. Há ainda quatro em treliça e fixado nos cabeçotes, tanque com capacidade para 17,5 litros, farol com iluminação diurna em LED e banco com ajuste de altura e capa do garupa removível.

A Monster 821 conta com as cores vermelha e preta em seu catálogo. Entre as rivais, está a alemã BMW F 800R, com preço de R$ 37,9 mil, e a japonesa Kawasaki Z 800, por R$ 40.990 em sua versão com freios ABS. O novo modelo da Ducati é produzido localmente, na planta da Dafra em Manaus (AM). 

Redação

 

Redação |