Após 17 meses no cargo, Antonino Labate está deixando o posto de presidente da Ducati no Brasil. O italiano, que já teve passagem pela Abarth e pelo grupo FCA, segue agora para a Espanha onde assumirá um cargo ainda não revelado na Seat, marca pertencente ao grupo Volkswagen.

Em seu lugar assume Diego Borghi, que havia entrado na Ducati no início do ano como CFO (executivo do setor financeiro). Com 34 anos, o brasileiro é formado em Administração e tem MBA em Controladoria pela USP.

Apesar de ter chegado ao país num momento em que o mercado já começava a dar sinais de queda, a Ducati tem colhido bons resultados. A filial foi aberta em 2012, mas só iniciou a operação no ano seguinte e hoje conta com 10 concessionárias no Brasil.

Entre os modelos de motos mais vendidas no mercado brasileiro estão a Multistrada 1200, Scrambler e 1199 Panigale. A Ducati possui 3,5% de participação no mercado geral.

 
 
 
 
Redação

 

Redação |