Custom (ou cruiser, como preferir) com visual e proposta esportiva, a Ducati Diavel acaba de ser renovada. A montadora italiana anunciou durante o Salão de Milão a chegada da nova XDiavel, nova geração do modelo que está ainda mais agressivo, tanto no design como no modo de pilotagem e na motorização.

Logo de cara a nova Ducati XDiavel se sobressai pelo conjunto visual bastante moderno. O destaque vai para o conjunto óptico dianteiro em LED, laterais mais limpas (sem as volumosas entradas de ar nas proximidades do tanque de combustível) e sistema de escape mais curto, que aparece na parte central da motocicleta, pouco antes da roda traseira. O desenho das rodas com seis raios também chama atenção.

O motor que equipa o novo modelo da Ducati é um Testastretta DVT (Desmodromic Variable Timing), com dois cilindros em “L” e 1.262 cc, capaz de entregar 158 cavalos de potência, a 9.500 rpm, e 13,13 kgfm de torque, a 5.000 rpm, associado a um câmbio de seis marchas e com transmissão final por correia, algo inédito entre os modelos da fabricante.

 
 
 
 

A motocicleta usa um chassi de treliça em aço tubular, agora mais visível devido a carenagem menor. De acordo com a marca, a XDiavel é totalmente configurável, com mais de 60 diferentes posições, devido as quatro posições diferentes das plataformas de condução, três da suspensão dianteira e cinco dos assentos.

Entre os equipamentos, há o Ducati Power Launch (DPL), que através de um botão permite ao piloto alternar entre diferentes níveis para ajudar nas arrancadas, além de freios Brembo com sistema ABS, controle de tração, modos de pilotagem ajustáveis, controle de cruzeiro e painel de instrumentos TFT.

Durante o Salão de Milão, a Ducati XDiavel foi eleita a motocicleta mais bela entre os modelos em exposição. A motocicleta recebeu 6.910 votos, ou 60% do total, ficando à frente da MV Agusta Brutale 800, Honda CRF1000L Africa Twin, Aprillia RSV4 RF e Harley-Davidson Forty-Eight

Redação

 

Redação |