A APWorks, uma subsidiária da gigante aeroespacial Airbus, revelou nesta semana sua Light Rider, a primeira motocicleta produzida utilizando uma impressora 3D.

Segundo a APWorks, apenas 50 unidades da moto serão produzidas e a estrutura chama a atenção pelo baixo peso. Utilizando um metal chamado Scalmalloy, similar ao alumínio utilizado na indústria aeronáutica, a Light Rider justifica o nome e pesa apenas 35 kg. Movida por um motor elétrico de 6 kW, ela é capaz de alcançar 80 km/h de velocidade máxima e acelera de 0 a 48 km/h (30 mph) em três segundos. A autonomia gira em torno de 56 km.

Uma vantagem da impressão em 3D, tecnologia em alta no momento, é que as formas das peças podem ser bem mais exploradas em relação ao processo de fabricação das motos convencionais. Um exemplo é o quadro bem original, que lembra um tecido orgânico. A APWorks explica que as partes da moto são projetadas utilizando um “algoritmo biônico”.

Só que toda a tecnologia construtiva da Light Rider tem um preço, e ele é bem caro. A empresa responsável pelo projeto vai cobrar 39.000 libras por cada uma das 50 unidades, o equivalente a pouco mais de R$ 155.500. Confira abaixo um vídeo mostrando mais detalhes da motocicleta:

César Tizo

 

César Tizo |

Veja mais notícias da marca