Seguindo a linha do modelo vendido na Europa, a Honda PCX acaba de ganhar suas primeiras mudanças no mercado brasileiro, que chegam como novidades para a linha 2016. O scooter da montadora japonesa chega às concessionárias no final de outubro com direito a alterações significativas no visual, novo painel de instrumentos, novos equipamentos e mudanças na mecânica.

A PCX 2016 traz como destaque os novos conjuntos de carenagens, com formas mais agressivas, além do novo conjunto óptico com área maior e com lâmpadas em LED para o farol, lanterna e indicadores de direção. As lanternas de freio e iluminação da placa traseira também são novas e trazem LED. Ainda na traseira, as alças do garupa têm novo formato.

O painel de instrumentos foi redesenhado e agora oferece relógio digital e informações analógicas e digitais, como velocímetro, hodômetro total, medidor de combustível, além de luzes-espia da injeção eletrônica e sistema de parada automática. Outro destaque fica para o ponteiro do velocímetro (tipo flutuante) que acompanha a borda do marcador.

Acompanhando as mudanças, o assento possui um novo formato, oferecendo altura de 761 mm em relação ao solo.

Já nos equipamentos, há porta-objetos mais espaçoso, tomada de 12 volts para carregamento de celulares ou GPS, por exemplo, e pisca-alerta para indicar uma parada emergencial, dando maior segurança. Outro item da linha 2016 é a trava que possibilita manter o assento em posição aberta, para facilitar o acesso ao compartimento.

O motor que equipa a Honda PCX 2016 é um monocilíndrico OHC (Over Head Camshaft), 4 tempos, com injeção eletrônica PGM-FI (Programmed Fuel Injection), arrefecido a líquido, que apresenta capacidade volumétrica ligeiramente menor, passando de 152,9 cm³ para 149,3 cm³, para atender os conformes da segunda fase do Promot 4, que entra em vigor em janeiro de 2016.

Apesar disso, o modelo não apresenta mudanças quanto ao desempenho. A potência máxima é de 13,1 cv a 8.500 rpm e torque máximo é de 1,36 kgfm a 5.000 rpm. O câmbio é um automático continuamente variável CVT (V-Matic). O conjunto traz ainda o sistema “Idling Stop”, que permite o desligamento automático do motor, por exemplo, em paradas de semáforo, e com funcionamento automático após o acelerador ser acionado. No modelo 2016, este sistema também monitora o nível de carga da bateria, desligando-se automaticamente em caso de uso excessivo da tomada 12V.

Por fim, a Honda PCX 2016 dispõe de novos amortecedores, eliminando as características “pancadas secas” do modelo anterior, em especial quando com garupa. Redimensionados, oferecem maior resistência a impactos com mais conforto e suavidade e garupa. A capacidade do tanque de combustível aumentou para 8 litros, pouco mais de dois litros quando comparada com o do modelo anterior (5,9 litros)

 
 
 
 

A PCX agora traz também um novo período de garantia, inédito na categoria agora com três anos, sem limite de quilometragem e com fornecimento gratuito de óleo em sete revisões.

A nova linha da Honda PCX estará disponível em duas versões: Standard, nas cores Preto e Cinza Metálico e DLX, na cor Branco Fosco com rodas douradas, com preços de R$ 10.299 (Standard) e R$ 10.699 (DLX). 

Redação

 

Redação |