Com apenas 8,9% de depreciação em um ano, a Honda PCX 150 foi a moto melhor avaliada na 1ª edição do Prêmio Maior Valor de Revenda – Motos, da Agência AutoInforme, em parceria com a Textofinal de Comunicação. A montadora japonesa também venceu nas categorias Crossover com a CB 500 X, Custom até 800 cc (Shadow), Motoneta (Biz), Naked até 800 cc (CB 500 F), Sport até 800 cc (CB 300 R), Street (CG 150), Trail (NXR 160 BROS) e Scooter até 200 cc, com a própria PCX 150.

Outras nove motocicletas foram contempladas pelo Prêmio Maior Valor de Revenda – Motos 2016, respectivamente em suas categorias: Dafra ZIG (50 cc), Yamaha XT 660 R (Big Trail até 800 cc), Triumph Tiger Explorer 1200 (Big Trail acima de 800 cc), Harley-Davidson Dyna Low Rider (Custom acima de 800 cc), BMW S 1000 R (Naked acima de 800 cc), BMW S 1000 R (Sport acima de 800 cc), Suzuki GSX-R 1300 (Sport Touring), Harley-Davidson Touring Road King Classic (Touring) e Dafra Citycom 300 i (Scooter acima de 200 cc).

A pesquisa, parceria da Agência Autoinforme com a Molicar, considerou 157 motos zero km mais vendidas, de 14 marcas, com base nas cotações de preços praticados no mercado, em março de 2015 ante igual período deste ano.

Segundo Joel Leite, idealizador do prêmio e diretor da Agência AutoInforme, “esta versão de motocicletas completa o tripé do Prêmio Maior Valor de Revenda – Autos, em sua 3ª edição, e o de Veículos Comerciais, em sua 2ª edição. O segmento de motocicletas não podia ficar de fora de nosso estudo de depreciação. No Brasil, a moto proporcionou o verdadeiro direito de ir e vir para grande parte da população. Em 2000, pouco mais de 3,5 milhões de brasileiros utilizaram a moto para o seu transporte. Hoje são mais de 20 milhões. Daí a importância deste prêmio que procura incentivar a indústria e os importadores a oferecerem melhores produtos e melhores serviços de pós-vendas, de modo que o consumidor possa obter o máximo de seu investimento”. 

Dona de quase 80% do mercado brasileiro de motocicletas, a Honda foi a grande vencedora da 1ª edição do Prêmio Maior Valor de Revenda – Motos 2016, ao faturar em oito categorias, além de levar o título de Campeã Geral. Segundo Alexandre Cury, diretor de vendas da montadoras/importadora, “obviamente a Honda sempre procurou manter seus volumes no topo do ranking, mas também sempre priorizou a fidelização de seus clientes por meio do pós-vendas eficaz, além de sustentar o mercado secundário, o que – por sua vez – alavanca a venda de novos”.

Na avaliação de Cury, “esse relacionamento de confiança entre a Honda, que conta com rede de 1.300 concessionárias autorizadas, e seus clientes garante à marca posição de liderança consolidada por tanto tempo. Além de assegurar garantia de 3 anos a todos os produtos até 750 cc”. 

Redação

 

Redação |