Para continuar vendendo bem, sobretudo no Nordeste, a Honda Pop 100 foi reformulada na linha 2016. O modelo agora se chama Pop 110i, já que ganhou um novo motor com injeção eletrônica. Além disso, a motoneta agora dispõe de um novo visual, com linhas mais agressivas e acabamento com maior cuidado, sem nenhum parafuso aparente.

A nova Pop 110i dispõe de um propulsor com 109,1 cm³ de capacidade volumétrica, OHC (Over Head Camshaft), monocilíndrico, 4 tempos e comando de válvulas no cabeçote, além da injeção eletrônica de combustível PGM-FI (Programmed Fuel Injection), que otimiza a combustão e diminui a necessidade de manutenção. Este propulsor rende até 7,9 cavalos de potência, a 7.250 rpm, e torque de 0,9 kgfm, a 5.000 rpm.

Ao contrário de praticamente todas as motocicletas nacionais da Honda, o modelo de entrada não dispõe de tecnologia Flex e deve ser abastecido somente com gasolina. O câmbio do conjunto é de quatro marchas. Com isso, a Honda Pop 110i passa a atender as exigências da segunda fase do PROMOT 4 (Programa de Controle de Poluição do Ar por Motociclos e Veículos Similares), previsto para vigorar no país a partir de janeiro de 2016.

A Pop 110i estará disponível a partir de agosto, nas cores branco, vermelho e preto. A motocicleta tem preço sugerido de R$ 5.100 e conta com garantia de 3 anos, antes apenas 1 ano da linha anterior.

 
 
 
 
Redação

 

Redação |