A Tacita (lê-se táchita) é a marca de motos elétricas do empresário multimilionário italiano Pierpaolo Rigo. Um aficionado pelas duas rodas que já encarou provas de rali como Dakar, Qatar, Cardeña, entre outras provas de velocidade abertas. Neste momento, ele passa a investir seu dinheiro em motos elétricas de alta performance, vendidas prontas para encarar desafios como os que ele mesmo topou. No caso, falamos da T-Race, uma linha de quatro versões (três aventureiras e uma motard) totalmente elétricas. 

O nome Tacita, por sinal, remete à deusa romana do silêncio e tem tudo a ver com o som mínimo produzido pelas motocicletas. De acordo com Rigo, suas motos foram construídas com três princípios básicos: voltagem máxima que, no caso, são 120V; refrigeração elétrica e um chassi de qualidade, com peso bem distribuído e preparado para suportar um motor elétrico. 

O motor elétrico é capaz de gerar 22 KW a 8.000 rpm, convertidos significam quase 30 cv, enquanto o torque fica em quase 8 mkgf. As motos são equipadas com carregadores rápidos que ajudam a bateria a se recompor em 1h50 (ou 3h40, no modo normal). Cada hora de carga dá aproximadamente 40 km de autonomia ao piloto. 

As versões Cross, Enduro, Rally e Supermoto são tecnicamente muito parecidas, com pequenas diferenças no ajuste do motor e na entrega de potência para a roda traseira. E, ao contrário da grande maioria das motos elétricas que se resumem a apenas acelerar, as Tacita possuem câmbio de cinco marchas e manete de embreagem, tornando a pilotagem mais real. 

As Tacita são vendidas apenas na Europa e seu valor chega a 30.000 euros, pela versão Rally. 

Redação

 

Redação |