Não que devam faltar interessados caso a decisão do grupo Volkswagen saia do papel, mas uma reportagem publicada nesta quinta-feira (27) pela Reuters traz uma informação de bastidores revelando que o conglomerado alemão pode se desfazer da Ducati. Atualmente a marca está sob controle da Audi e a medida teria como objetivo ajudar o conglomerado alemão a levantar caixa para as próximas multas e processos que terá que lidar após o “dieselgate”, quando ficou constatado que alguns modelos a diesel da Volkswagen contavam com um software que fraudava testes de emissões.

A aquisição da Ducati pela Audi foi anunciada em 2012 e, segundo fontes, envolveu valores na casa de US$ 1,1 bilhão. Vale destacar que a Ducati possui operação própria no Brasil e conta com uma ampla gama de modelos premium, composta pela famílias Diavel, Hypermotard, Monster, Multistrada, Scrambler e a linha de esportivas 959 Panigale, 1299 Panigale e 1299 Panigale S. Em outubro de 2016 o brasileiro Diego Borghi assumiu o cargo de presidente-executivo da Ducati para o Brasil.

 
 
Ducati Monster 821 2014
 
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
 
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
 
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
 
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
 
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
 
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
 
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
 
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 821 2014
Ducati Monster 1200 2015
 
Ducati Monster 1200 2015
Ducati Monster 1200 2015
Ducati Monster 1200 2015
 
Ducati Monster 1200 2015
Ducati Monster 1200 2015
 
 
César Tizo

 

César Tizo |