Mais famosa scooter do mundo, a Vespa está a um passo de chegar oficialmente ao Brasil. Segundo o jornal Valor Econômico, a empresa Asset Beclly adquiriu os direitos de comercializar os modelos da Piaggio no país já a partir deste ano.

O plano é abrir quatro lojas até o final de 2016 em São Paulo, Rio de Janeiro, Curitiba e Brasília e vender tantos os modelos da Vespa como da Piaggio. No ano seguinte, o passo mais ambicioso: montar as scooters em Manaus com algum parceiro local – todo o investimento não contará com um centavo da Piaggio, é bom observar.

Mercado blindado contra a crise

O interesse em ter uma operação oficial no Brasil justamente numa época de crise tem a ver com a ‘blindagem’ que o segmento de scooter possui. Embora as vendas tenham caído no geral, as scooters seguem em alta, com mais modelos sendo lançados.

A Piaggio é hoje o maior fabricante do setor na Europa com 15% de participação. Além dos modelos mais modernos como o Medley e o triciclo MP3, a montadora transformou a Vespa em marca própria que, além de vender o icônico modelo, também possui uma linha de acessórios retrô.

De acordo com Santo Magliacane, sócio principal da Asset, a meta é ter 10% do mercado brasileiro, o que significaria brigar com a Yamaha pela vice-liderança.

 
 
Vespa, da Piaggio: no Brasil de forma oficial Vespa, da Piaggio: no Brasil de forma oficial
 
 
Ricardo Meier

 

Ricardo Meier |