Pouco conhecida entre os brasileiros, a marca de origem inglesa Royal Enfield está com o passaporte carimbado para estrear no Brasil em 2017. A fabricante é rica em história e é a montadora de motocicletas mais antiga do mundo, operando sem interrupção desde 1901.

O MOTOO conversou com Raul Fernandes Junior, um dos sócios responsáveis pela abertura da primeira concessionária da Royal Enfield no Brasil, que ficará localizada na cidade de São Paulo. Segundo o executivo, a previsão é que a loja seja inaugurada ainda no primeiro trimestre de 2017. “Por enquanto todas as motos serão importadas, mas os responsáveis pela marca não descartam uma eventual produção no regime CKD (as peças chegam desmontadas e são montadas no país) dentro de alguns anos”, esclareceu.

O modelo de entrada por aqui será a Bullet, uma das motos símbolo da Royal Enfield e produzida em série desde 1932. Relançada em 2013, ela conta com motor monocilíndrico de 500 cm³ refrigerado a ar, porém com injeção eletrônica. Ela deverá custar na faixa de R$ 20.000 e traz sistema de freio ABS como opcional.

A intermediária será a Classic, com o mesmo motor da Bullet, porém visual mais clássico como indica o nome. O propulsor é ligeiramente mais potente, com 27,2 cv em relação aos 26,1 cv da Bullet.

A opção mais cara, com preço podendo encostar nos R$ 25.000, será a Continental GT. Seu motor tem deslocamente ligeiramente maior, atingindo 535 cm³, e 29 cv de potência. Ela é um dos modelos mais recentes da Royal Enfield e o visual remete às “café racers”.

César Tizo

 

César Tizo |