Nos últimos anos o segmento de scooters está apresentando um bom desempenho no que diz respeito às vendas e conquistando, em especial, o público feminino. Com esse dados, o Motoo resolveu avaliar o Honda SH 150i para saber se ele consegue se destacar nesse segmento cada vez mais concorrido.

Em se tratando de tecnologia, a SH 150i apresenta alguns itens que merecem destaque como o sistema de chave presencial Smart Key. Basta se aproximar do scooter portando a chave que, além de acionar a ignição, você também consegue liberar a trava do assento e a tampa do combustível, portanto oferecendo muita praticidade e facilitando a convivência no uso diário com a SH 150i.

Outro recurso importante na SH 150i é o start-stop, que deliga a motor quando o scooter fica mais de 3 segundos em marcha lenta, isto gera uma boa economia de combustível no uso urbano e ainda ajuda a reduzir a poluição emitida pela moto. Basta acelerar levemente a SH 150i que o motor liga de maneira rápida e suave. No começo a sensação é meio estranha, mas você se acostuma após os primeiros quilômetros.

O computador de bordo não possui muitos recursos, mas entrega dados como o consumo médio e instantâneo de combustível, informa quando é necessário a troca de óleo e conta com relógio. O velocímetro, medidor de temperatura e combustível são analógicos, o que não deixa de oferecer uma certa nostalgia ao modelo.

O visual agradou a maioria das pessoas que tiveram contato com a moto durante nossa avaliação, com um design clássico e os elementos óticos em LED formando linhas harmônicas. A posição de pilotagem é confortável e a SH 150i oferece boa ergonomia. A posição de pilotagem deixa as costas ereta, o que facilita as manobras e mudanças rápidas de direção, permitindo trafegar pelos corredores com muita agilidade.

As rodas de liga leve aro 16” garantem maior conforto e segurança nos pisos irregulares evitando trancos no guidão e batidas na suspensão. A SH 150i sai de fábrica com sistema de freios ABS de série, o que aumenta muito a segurança e apresentou funcionamento correto quando solicitado.

O motor monocilíndrico com 149,3 cm³ entrega potência máxima de 14,7 cv a 7.750 rpm e, no geral, mostra-se adequado para a moto da Honda. Na aceleração, a sensação é que ela poderia ser um pouco mais ágil, principalmente para pilotos maiores como é meu caso (com 1,90 metro de altura e pesando 90 kg), mas na retomada de velocidade a SH 150i não decepcionou. A transmissão tipo CVT opera de forma suave. O único combustível aceito pela SH 150i é gasolina e as médias foram muito boas. Chegamos a fazer 43 km/l com uma tocada comedida. Se você pedir por mais desempenho, o consumo aumenta um pouco e fica em torno de 39 km/l. Com tanque de combustível para 7,5 litros de capacidade, a autonomia da Sh 150i giram em torno de 300 km, o que é bem aceitável.

A Honda SH 150i, como a que foi a moto testada, pode ser adquiria nas cores Vermelho Perolizado e Azul Escuro Perolizado com preço sugerido de R$ 12.450. Existe também a versão DLX, sai de fábrica na cor Preta Perolizada e detalhes em cobre. O preço sobe para R$ 12.950 nessa configuração. A SH 150i tem 3 anos de garantia sem limite de quilometragem.

Banco do garupa: nota 9,5
“Adorei mais ainda pilotar a scooter. Não é por acaso que são os modelos preferidos do publico feminino. Fácil de pilotar, é só acelerar que a moto já sai andando. Além de leve, a SH 150i oferece uma agradável sensação de segurança a todo momento, principalmente nas manobras e velocidade reduzida”. Opinião de Alessandra B. Lazzari

 
 
Honda SH150i 2018
 
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
 
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
 
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
 
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
 
Honda SH150i 2018
Honda SH150i 2018
 
 

Ficha Técnica 

Motor: OHC, monocilíndrico, 4 tempos, arrefecimento líquido
Cilindrada: 149,3 cm³
Potência máxima: 14,7 cv a 7.750 rpm
Torque máximo: 1,40 kgf.m a 6.250 rpm
Transmissão: Tipo CVT
Sistema de partida: Elétrico
Diâmetro x Curso: 57,3 x 57,9 mm
Relação de Compressão: 10,6:1
Sistema Alimentação: Injeção eletrônica PGM-FI
Combustível: Gasolina

Dimensões
Comprimento x Largura x Altura: 2026 x 740 x 1158 mm
Distância entre-eixos: 1340 mm
Distância mínima do solo: 146 mm
Altura do assento: 799 mm
Peso seco: 129 kg

Chassis
Tipo: Monobloco (underbone)
Suspensão dianteira/Curso: Garfo telescópico / 100 mm
Suspensão traseira/Curso: Dois amortecedores / 95 mm
Freio dianteiro/Diâmetro: A disco / 240 mm
Freio traseiro/Diâmetro: A disco / 240 mm
Pneu dianteiro: 100/80 – 16
Pneu traseiro: 120/80 – 16

Capacidades
Tanque de combustível/Reserva: 7,5 litros
Óleo do motor: 0,9 litro
Ignição: Eletrônica
Bateria: 12 V – 5 Ah
Farol: LED

 

José Luiz Lazzari |