As motos no estilo naked, de apelo esportivo, sem carenagem, destinadas ao uso urbano e com boa vocação para as rodovias, estão ganhando cada vez mais destaque no mercado brasileiro. Depois da avaliação da Yamaha Factor 150, que é a porta de entrada para o mundo das duas rodas, o MOTOO decidiu avaliar a nova MT-03, uma excelente opção da Yamaha para quem quer um pouco mais de performance e velocidade sem exagero.

Lançada em março de 2016, a MT-03 é beneficiada por um projeto recente, com uma concepção toda nova e que não lembra em nada a moto com o mesmo nome comercializada por aqui na década passada.

A MT-03 usa o mesmo motor da YZF-R3, no caso um bicilíndrico de 4 tempos, DOHC, 8 válvulas com 360,2 cm3 e potência máxima de 42,1 cv a 10.750 rpm. Durante nossa avaliação, pudemos constatar que ele trabalha bem em rotações mais altas. Quando passamos de 5.000 rpm é que você consegue sentir toda a potência e o bom desempenho que ele oferece. Já nas rotações mais baixas do trânsito urbano, é necessário se preparar, pois ele exige que você lide bem com o câmbio.

Destaque positivo para a suspenção, muito bem acertada e que permite rodar com segurança e conforto mesmo em pisos irregulares. A balança traseira merece elogio, tanto no design como na eficiência de conforto ao rodagem e na estabilidade que confere ao conjunto. Fica a nossa observação sobre o seletor do câmbio e o pedal do freio traseiro: ambos mereciam um design mais trabalhado.

A sensação ao pilotar é extremamente agradável. O guidão, alto e largo, e posição de pilotagem deslocada mais para a frente, colabora para deixar a coluna mais ereta, facilitando as manobras e oferendo maior conforto. Resumidamente, a MT-03 oferece agilidade no dia a dia e diversão garantida no fim de semana.

O painel multifuncional digital e o conta-giros analógico com controle de luminosidade mostraram-se bem completos nas informações. Você encontra a disposição o velocímetro, luz indicadora de combustível e troca de óleo, indicador de marcha, leitor de consumo de combustível e consumo médio, relógio e hodômetros total, parcial e reserva de combustível. Em resumo, o painel atende muito bem ao piloto e você não sente falta de qualquer informação.

Design arrojado e visual agressivo, estes são dois atributos da MT-03 que mais escutamos por onde passávamos com a moto. Logo, quando o assunto é encher os olhos, a naked foi só elogios. A presença de iluminação por LED na dianteira, as entradas de ar nas laterais do tanque e o spoiler sob motor faz com que sua aparência seja de uma moto de maior porte. As rodas de liga leve e pneus Metzeler dianteiro 110/70R-17M/C e traseiro 140/70R-17M/C completam o conjunto esportivo.

O conjunto de freios conta disco dianteiro de 298 mm e traseiro de 220 mm, já o sistema antitravamento ABS, que acrescenta R$ 2.000 no preço da naked, vale a pena pela maior segurança que oferece.

A versão testada por nós foi uma unidade modelo 2018 na cor Metal Silver com ABS, que tem preço sugerido de R$ 21.190. A opção STD, sem o equipamento de segurança ativa, está disponível nas cores Racing Blue e Midnight Black por R$ 19.190.

Banco do garupa: nesta sessão trazemos a opinião da nossa garupa oficial Alessandra, que avalia todas as motos que testamos. A MT-03 ganhou nota 6. O banco é relativamente pequeno e as pedaleiras são altas demais, o que deixa as pernas muito flexionadas e comprometem o conforto.

 
 
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
Yamaha MT-03 2018
Yamaha MT-03 2018
 
 

Ficha técnica – Yamaha MT-03

Preço: R$ 21.190 (moto testada com ABS)

Motor
Bicilíndrico, 320,6 cm³, DOHC, 4 tempos, 8 válvulas, refrigeração líquida, gasolina
Diâmetro e curso: 68 mm x 44,1 mm
Taxa de compressão: 11,2:1
Potência: 42 cv a 10.750 rpm
Torque: 3,02 kgfm a 9.000 rpm
Alimentação: injeção eletrônica

Transmissão: 6 marchas

Sistema de Partida: elétrico

Chassi
Tipo: diamante
Suspensão dianteira: garfo telescópico com 130 mm de curso
Suspensão traseira: balança com 45 mm de curso

Freio dianteiro: a disco, com 298 mm de diâmetro
Freio traseiro: a disco, com de 220 mm de diâmetro

Pneu dianteiro: 110/70R aro 17”
Pneu traseiro: 140/70 aro 17”

Comprimento: 2,09 m
Largura: 74,5 cm
Altura: 1,03 m
Distância entre-eixos: 1,39 m
Distância mínima do solo: 16 cm
Altura do assento: 78 cm

Peso: 169 kg (com ABS) ou 166 kg
Capacidade do Tanque: 14 litros

 

José Luiz Lazzari |

Veja mais notícias da marca