A Triumph divulgou seus números de vendas em 2017 e, também, uma visão otimista do que será esse ano. De acordo com a marca inglesa que, atualmente, conta com uma produção dedicada na Zona Franca de Manaus, AM, o ano passado rendeu 3.919 emplacamentos. O número é tímido e mostra um crescimento de apenas 0,56%, com relação a 2016, contudo, em um mercado em que a queda foi de 12%, a Triumph pode comemorar. 

Para 2018 a meta é vender 4.250 unidades, um crescimento de 8,4% com relação ao ano passado. A proposta é ousada, mas possível. Para isso, a marca renovou seu contrato com o chef de cozinha e estrela da televisão Henrique Fogaça, líder do restaurante SAL, que tem o papel de embaixador da Triumph no Brasil. Outra arma é a venda das novas Tiger 800

A big trail é, hoje, a líder entre as motos de 800 cc desta categoria. Em 2017, um total de 1.848 unidades da Tiger foram emplacadas, a tornando o carro chefe da marca no País. "Planejamos atingir o volume de 2.000 Tiger 800 vendidas em 2018", escreveu Waldyr Ferreira, gerente geral da Triumph no Brasil. 

Outra aposta da marca são os modelos clássicos, como a Bonneville que, no Salão Duas Rodas, teve o modelo T100 Black exposto, inspirado nos modelos de 1959. Os modelos clássicos também são um ponto forte da marca no Brasil e acompanham o crescimento na busca por esse tipo de veículo.

Redação

 

Redação |

Veja mais notícias da marca