Uma moto elétrica construída na Finlândia está passando por testes finais antes de começar a ser comercializada no início de 2020.

Entre os diferenciais, da RMK E2 estão uma roda traseira que incorpora o motor em formato de anel. O resultado é curioso, sem que haja uma estrutura visível no aro. A energia é alimentada na roda traseira por três cabos, o que ajudou a manter o peso baixo: 200 kg. É esperado que ela tenha 67 cv e seja capaz de superar 160 km/h.

A RMK também diz que a moto cobrirá 190 a 240 quilômetros com uma carga. A recarga até 80% leva apenas duas horas.

A roda traseira também oferece frenagem regenerativa que ajuda a recarregar a bateria durante a condução. A alavanca da mão esquerda opera o freio de trás, enquanto a alavanca direita ativa uma tampa de disco duplo convencional na roda dianteira.

A RMK E2 também é equipada com pouca carenagem e vem com visual futurístico, além de painel de instrumentos digital tipo Tesla com navegação integrada. As encomendas estão sendo feitas por 24.000 libras (R$ 115.440) e ela será apresentada oficialmente durante o Salão de Milão deste ano.
 

Redação

|