Alemães criam bizarro scooter de arrancada

Com quatro vezes mais potência que o modelo original, moto modificada é baseada em um modelo da Piaggio
O scooter transformado em modelo de arrancada

O scooter transformado em modelo de arrancada | Imagem: Reprodução

Dois amigos da cidade de Colônia, na Alemanha, tiveram uma ideia pouco usual: pegar um scooter e transformá-lo em uma motocicleta de arrancada. Apesar de exigir um pensamento pouco ortodoxo, a ideia saiu do papel e se chama ANX Sprint Racer.

O projeto partiu de de um scooter usado fabricado pela Piaggio em meados da década de 2000. Chamado de Piaggio NGR, tinha uma pequeno motor de ciclo dois tempos e 50 cm³ de capacidade, entregando originalmente parcos 4 cv de potência.

Mesmo assim, os alemães viram potencial e a oportunidade de realizar algo único, o que exigiu horas a fio de fabricação e muita adaptação. As bengalas da suspensão dianteira, por exemplo, são emprestadas de uma moto da Aprillia, enquanto o tanque veio de uma Kawasaki AR50. Encontrar pneus de corrida para as pequenas rodas de 13 polegadas também foi um desafio.

A ideia, originada de uma brincadeira, era desenvolver um motor dois tempos com injeção de óxido nitroso (NOS), o que é algo difícil nesse tipo propulsor, que não possui válvulas ou admissão no cabeçote. A gasolina e o óleo lubrificante se misturam na região do virabrequim e entram no cilindro por meio de janelas laterais. O NOS, em formato gasoso, exigiria mais cuidado para se misturar e aumentar a densidade do oxigênio na câmara de combustão, gerando mais potência.

Porém, o resultado não pode ser chamado de nada além de incrível. O pequeno motor da Piaggio NGR, recebeu um aumento de capacidade para 70 cm³ e, com a injeção de óxido nitroso, consegue entregar 20 cv de potência, força que ainda chega à roda traseira por meio da transmissão CVT de fábrica, que foi customizada para aguentar uma performance quatro vezes maior que o original.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!