Chumbo, AGM, Gel ou Lítio? Entenda os tipos de baterias de moto

Um dos componentes mais importantes de sua moto tem diferentes opções de abordagem. Veja quais são
Arch Motorcycles Method 143

Arch Motorcycles Method 143 | Imagem: Divulgação

A bateria de sua moto é responsável por acumular a energia gerada pelo estator e distribuí-la de maneira uniforme para todos os sistemas do veículo que precisam de eletricidade, dos faróis aos cada vez mais complexos componentes de segurança eletrônicos, como ABS e controle de tração. No entanto, existem quatro tipos de baterias disponíveis hoje no mercado, cada uma com suas vantagens e desvantagens que vamos abordar agora.

Chumbo Ácido

A bateria mais comum de ser encontrada no mercado é a de chumbo ácido. Ela tem placas do metal mergulhadas numa solução de água com ácido sulfúrico. No passado, tinham tampas para se completar o nível do líquido, mas, hoje, é mais comum encontrar as do tipo seladas, que exigem menos manutenção. É uma bateria pesada, pois mistura chumbo e água, mas é a de menor custo para ser produzida.

AGM

A sigla AGM significa “Absorbed Glass Matt”. Esse tipo de bateria funciona com as mesmas placas de chumbo, mas recebe separadores de lã de vidro entre essas peças metálicas no lugar da solução ácida. A função é estabilizar melhor as placas, reduzir vibrações e assim melhorar a eficiência ao diminuir flutuações de performance. 

Bateria de moto do tipo AGM
Bateria de moto do tipo AGM
Imagem: Reprodução

Gel

As famosas “baterias de gel” possuem um composto eletrolítico com consistência de gel que também substitui a solução ácida da bateria convencional. Serve para diminuir a perda do líquido que faz a conexão entre as placas de chumbo e para manter um funcionamento estável em temperaturas extremas, quando a água sofre mais variação. Pode durar o dobro de uma bateria convencional. 

Lítio

Tipo mais recente de baterias a ser oferecido para motocicletas, usa o mesmo sistema visto em celulares e notebooks. No lugar das placas de chumbo, usa um líquido de íons de lítio para armazenar energia. Sua principal vantagem é que ela pode ser bem menor que uma bateria convencional e pesar apenas um terço, sendo mais encontrada em motos de alta performance. 

Além disso, tem uma capacidade de armazenamento e retenção de carga muito maior. Por outro lado, as baterias de lítio são as mais caras e exigem cuidados adicionais. Não se pode deixar a carga zerar, pois isso danifica o sistema e a bateria pode ficar inutilizada. E se a carga estiver baixa, é necessário usar um carregador para baterias de lítio, que não é o mesmo da bateria de chumbo. 

Bateria de moto do tipo convencional, de chumo ácido
Bateria de moto do tipo convencional, de chumbo ácido
Imagem: Reprodução
Assine a newsletter semanal do AUTOO!