A primeira Ducati elétrica em fotos e números: 275 km/h, 150 cavalos e 225 kg

Conheça os primeiros dados técnicos da V21L, que fará estreia no Mundial de MotoE, em 2023
Ducati V21L 2022

Ducati V21L 2022 | Imagem: Ducati

A Ducati revelou nesta quarta-feira, 30 de junho, os dados técnicos de sua primeira moto elétrica: o protótipo V21L. O modelo está sendo preparado para a estreia no Mundial de MotoE em 2023, mas nos traz ideias de como pode ser uma futura motocicleta de rua movida à eletricidade da fabricante italiana.

Com uma carenagem bem esportiva e estilosa, a motocicleta tem 150 cavalos de potência e 140 Nm de torque, o que a possibilita chegar a uma velocidade máxima de 275 km/h - registrada no Circuito de Mugello, na Itália.  O propulsor pesa 10 kg e pode chegar a impressionantes 18.000 rpm. 

Ducati V21L 2022
Ducati V21L 2022
Imagem: Ducati

Uma das novidades tecnológicas empregadas na V21L está na bateria. De acordo com a Ducati, ela foi desenvolvida em um formato para "seguir o curso natural da zona central da moto". Somente a bateria da moto é responsável por quase metade do volume total, pesando 110 kg dos 225 kg da V21L. Ela oferece uma capacidade de 18 kWh com uma tomada de carregamento de 20 kW integrada na rabeta. Dentro há 1.152 células cilíndricas do tipo "21700", disse a fabricante.

VEJA TAMBÉM:

"O mundo está passando por um período complexo e a sustentabilidade ambiental é um elemento que todos os indivíduos e todas as empresas devem considerar uma prioridade se quisermos preservar o delicado equilíbrio do planeta", afirmou Claudio Domenicali, CEO da Ducati. 

 

Ducati V21L 2022
Ducati V21L 2022
Imagem: Ducati

De olho em baixar a temperatura

Em seu comunicado de imprensa, a Ducati ressaltou o trabalho feito para o sistema de refrigeração da V21L. "Os componentes do protótipo são de fato resfriados por um sistema líquido particularmente sofisticado e eficiente com um circuito duplo projetado para atender às diferentes necessidades térmicas da bateria e da unidade motor/inversor", disse a empresa.

A fabricante diz que isso garante com que a moto possa ser recarregada assim que entre na garagem, sem a necessidade de esperar esfriar. O tempo de recarga estimado é de 45 minutos para recompletar 80% da carga da bateria. 

Ducati V21L 2022
Ducati V21L 2022
Imagem: Ducati

Do mesmo modo que acontece com a Panigale V4, a caixa de fibra de carbono da bateria também faz parte do chassi, e na áre frontal há um quadro monocoque de alumínio de 3,7 kg. A traseira é composta por um braço oscilante de alumínio pesando 4,8 kg que, segundo a marca, possui geometria semelhante à da Ducati Desmosedici de MotoGP. O subquadro traseiro, por sua vez, é feito de fibra de carbono.

Para as suspensões, a V21L possui um garfo Öhlins NPX 25/30 com tubos invertidos de 43 mm de diâmetro na frente, derivado do Superleggera V4, enquanto um amortecedor Öhlins TTX36 está na traseira - este é totalmente ajustável. Ainda há o amortecedor de direção Öhlins ajustável. O sistema de freios é fornecido pela Brembo. Na dianteira, a moto possui disco duplo de aço, com diâmetro de 338,5 mm. Na traseira, há disco único de 220 mm.

Ducati V21L 2022
Ducati V21L 2022
Imagem: Ducati

MAIS DO MUNDO MOTO

Tudo sobre a Ducati V21L

Ducati V21L