Europeus pedem isenção de habilitação para motos até 125 cm³

Federação de motociclistas quer que as regras para dirigir motos pequenas sejam mais simples e padronizadas no Velho Continente
Peugeot Pulsion 125

Peugeot Pulsion 125 | Imagem: Divulgação

Na maioria dos países da Europa, em linhas gerais, é necessário ter a habilitação para motos apenas quando a motocicleta utilizada possuir um motor acima de 50 cm³, sendo que, até esse limite, o condutor precisa apenas da habilitação para carros. Em outros países, entretanto, pode-se fazer o mesmo com motos de até 125 cm³.

É o que ocorre em países como Itália, Malta e Letônia, por exemplo. Por lá, exige-se apenas a participação em dez horas de cursos de treinamento de segurança. Na Espanha e Polônia pede-se três anos de habilitação para carros para conduzir uma 125 sem curso específico.

Isso pode mudar, porém, e se estender por todo o continente europeu. A FEMA (Federação dos Motociclistas Europeus), grupo que atua em prol do motociclismo há mais de 20 anos por lá, está realizando uma pesquisa e perguntando aos europeus se eles desejam que as regras em vigor em países como Itália e Espanha, menos exigentes, devem se estender aos demais países do Velho Continente.

Segundo a entidade, “o foco atual das estratégias de mobilidade europeias é em transporte público, bicicletas e caminhadas. Entretanto, o transporte público jamais chegará a todos em áreas urbanas e bicicletas e caminhadas só são viáveis para distâncias limitadas. Sempre haverá a necessidade de transporte motorizado individual. A FEMA prevê um crescimento do papel de veículos de duas rodas motorizados, especialmente as motos, sobre os carros". 

Peugeot Pulsion 125
Peugeot Pulsion 125
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!