Ex-piloto de MotoGP, Max Biaggi bate novo recorde de velocidade

Italiano levou a moto elétrica Voxan Wattman a atingir 456 km/h em pista da NASA nos EUA
A Voxan Wattman: velocidade recorde de 456 km/h

A Voxan Wattman: velocidade recorde de 456 km/h | Imagem: Divulgação

A aposentadoria para alguns pilotos pode significar desafios ainda maiores. É o que parece buscar o italiano Max Biaggi, que foi um dos nomes mais consagrados da MotoGP, embora sem obter nenhum campeonato mundial nessa categoria.

Biaggi acaba de estabelecer o recorde mundial de velocidade para uma motocicleta elétrica abaixo de 300 kg.

O feito ocorreu entre os dias 18 e 23 de novembro na imensa pista que a NASA possui no Kennedy Space Center, na Flórida, e que era utilizada para o pouso do Space Shuttle, o ônibus espacial que foi aposentado em 2011.

Na segunda-feira, 22 de novembro, o mais cobiçado de todos os recordes mundiais foi atingido. Com uma velocidade de 455,737 km/h, Max Biaggi e a moto Voxan Wattman atingiram o recorde munidal em que há o uso de partes aerodinâmicas.

Max Biaggi realizou o feito no Kennedy Space Center, na Flórida
Max Biaggi realizou o feito no Kennedy Space Center, na Flórida
Imagem: Divulgação

Para registrar o recorde, a equipe liderada por Gildo Pastor seguir as regras estabelecidas pela FIM (Fédération Internationale de Motocyclisme). Para isso, a velocidade da Voxan Wattman foi medida a partir da largada de 1 km em direções opostas, em um período de duas horas. A velocidade final é calculada pela média das duas velocidades registradas nessas duas partidas.

O velocímetro GPS da Wattman chegou a marcar uma velocidade instantânea máxima de 470,257 km/h (292,204 mph).

Um dia antes, no domingo, uma versão não aerodinâmica da Voxan Wattman sem a carenagem atingiu o recorde mundial na classe “motocicleta elétrica não aerodinâmica abaixo de 300 kg”, chegando a 369,626 km/h.

“Em menos de um ano, conseguimos reduzir o peso da motocicleta, aumentar sua potência e melhorar sua estabilidade. Seguindo os recordes que estabelecemos em novembro de 2020 na classe acima de 300 kg, esses 21 novos recordes são outra recompensa magnífica para o Grupo Venturi, para Max Biaggi e para nossos valiosos parceiros Saft, Michelin e Mercedes”, disse Gildo Pastor, que também é presidente do Grupo Venturi.

Gildo Pastor, que coordenou o projeto, e o piloto Max Biaggi
Gildo Pastor, que coordenou o projeto, e o piloto Max Biaggi
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!