Há 50 anos era lançada a primeira supermoto da história, a Honda CB 750. No dia 5 de abril de 1969 foram apresentadas, para a imprensa especializada, duas versões de pré-produção da motocicleta, o que revolucionou o mercado e marcou a indústria.

Ela foi a primeira moto de produção em massa com quatro cilindros, freios a disco e partida elétrica, elevando o status de sofisticação das motos. Foi a primeira vez que a expressão “supermoto” entrou para o vocabulário das pessoas no mundo todo.

O motor de 4 cilindros e 750 cilindradas era capaz de entregar 67 cv e 6,1 kgfm de torque e os freios a disco, que começavam a se tornar populares em competições, se mostraram mais eficientes para parar a grandalhona.

Segundo está registrado, a Honda começou as vendas no mesmo ano e o preço era de apenas 1.295 dólares, muito abaixo do que era praticado pelas concorrentes, o que fez com que as reservas saltarem ao ponto de criar fila de espera pelo modelo. Logo depois o preço subiu para US$ 1.495

Logo a previsão de vendas que era de 1.500 unidades por ano foi revista para 1.500 unidades por mês e pouco depois dobrou, batendo recorde de 3.000 CB750 encomendadas mensalmente. A unidade com pintura dourada, hoje, é a que mais chama atenção de colecionadores.

No ano passado uma unidade dourada foi à leilão no Museu Nacional da Motocicleta na Inglaterra, sendo comprada por 161.000 mil libras, o equivalente a R$ 828.000, se tornando a moto japonesa mais cara já vendida até hoje.
 

Vinicius Montoia

Formado pela PUC-SP em jornalismo, Vinicius já atua no setor automobilístico desde 2013. É criador do canal Narração Esportiva do Youtube, projeto que conta a história dos maiores narradores esportivos do país

Vinicius Montoia | https://www.youtube.com/channel/UC2lKRtZdmSdMRJZ8Pim78Fw