Honda inova com duas scooters elétricas geniais

Mas modelos U-Go e U-Be são exclusivos para venda na China, em parceria com a Wuyang
As scooters elétricas U-BE e U-GO: geniais, mas apenas para os chineses por enquanto

As scooters elétricas U-BE e U-GO: geniais, mas apenas para os chineses por enquanto | Imagem: Divulgação

A maior custa cerca de R$ 6,2 mi enquanto a menor mal chega a R$ 2,6 mi. Em comum, elas não atingem grandes velocidades, mas podem ser guiadas sem ser necessário possuir habilitação. O visual é imbatível e a autonomia, suficiente para deslocamentos urbanos diários.

Estamos falando, é claro, da U-GO e da U-BE, duas pequenas scooters elétricas que a Honda lançou neste mês na China. E aí vem a má notícia: por enquanto, os dois modelos são exclusivos para os chineses.

A U-GO e a U-BE são fruto da parceria com a Wuyang, fabricante chinesa que apresentou os pequenos veículos. Sim, na China um fabricante estrangeiro não tem como chegar às concessionárias sem que se associe a um produtor local e por isso não é fácil encontrar informações já que o chinês ainda não é um exímio relações públicas.

Honda U-GO 2021
Honda U-GO 2021
Imagem: Divulgação

Mas o pouco que se sabe é de deixar a gente vermelho de inveja. As duas scooters estão inseridas num nicho entre bicicletas elétricas e modelos de baixa cilindrada, para dar um exemplo mais claro.

O desempenho é modesto simplesmente porque o objetivo aqui é puramente mobilidade urbana. Por isso a U-BE, a menor delas, atinge no máximo 25 km/h enquanto a U-GO, mais potente, pode chegar a 53 km/h. É mais do que suficiente para viagens curtas e por vias secundárias.

A U-Go chegou primeiro e já causou. Ela pode levar duas pessoas graças ao motor elétrico de 1.8 kW na versão mais potente (há outra um pouco mais fraca). A energia elétrica é fornecida por uma bateria removível de 48V com 1.44 kWh de capacidade, que pode ser substituída com praticidade.

A motinho tem painel digital bastante simples e compartimento embaixo do assento com 26 litros, o suficiente para levar um capacete.

Honda U-BE 2021
Honda U-BE 2021
Imagem: Divulgação

Preço de banana

A U-BE, por sua vez, apareceu dias depois da U-GO e fez quem já estava boquiaberto ficar ainda mais incrédulo. Com um preço extremamente acessível, a scooter pode rodar até 80 km na versão com a bateria mais potente – há duas outras opções com menos autonomia.

Ela só leva um ocupante, como era de se esperar, e tem uma proposta ainda mais despojada. É possível usar os pedais como uma bicicleta, mas optar por uma condução automática, se desejado. O painel digital é mais simpático que o da U-GO, a iluminação é de LED e as rodas têm diâmetro menor que o da irmã. No entanto, por conta da ideia, ela não traz retrovisores ou um compartimento significativo.

Veja fotos das novas scooters elétricas da Honda

A chegada das duas scooters elétricas marca uma nova etapa na mobilidade sobre duas rodas. A Honda passa a enfrentar não suas rivais tradicionais, mas nomes como Gogoro, NIU e Ola, startups que chegaram primeiro a esse mercado.

No entanto, a força da gigante japonesa já é sentida ao oferecer modelos com preços equivalentes a menos da metade do cobrado por essas marcas. Nada mal para quem chegou atrasado à festa.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!