Honda pode usar tecnologia da Gold Wing em motos menores

Complexo sistema de suspensão dianteira da maior motocicleta da marca traz vantagens à dirigibilidade
Honda GL 1800 Gold Wing 2019

Honda GL 1800 Gold Wing 2019 | Imagem: Divulgação

A Gold Wing é para a Honda o que se chama de moto flagship, ou seja, traz tudo de mais avançado em termos de soluções e tecnologias que a marca pode oferecer. Com isso, muitos elementos utilizados na estradeira são complexos e acabam por aumentar o custo da motocicleta.

O resultado pode ser visto no site da Honda: a Gold Wing oferecida no Brasil custa R$ 142.012 na versão de entrada e R$ 162.812 na mais completa. No entanto, é sabido que a marca está tentando alternativas para baratear seus custos, compartilhando componentes antes exclusivos de uma moto com mais modelos de sua linha. É o que aconteceu com a Honda Rebel, que pode receber o novo motor 1.100 da Africa Twin.

Olhando por este prisma, fica mais fácil de entender o motivo de a Honda ter efetuado um pedido de patente para o que parece ser a suspensão dianteira da Gold Wing, única na marca a usar um sistema “duplo A” no lugar dos garfos telescópicos tradicionais, em uma motocicleta diferente.

A imagem do registro de patente não deixa claro qual será essa nova moto que receberá a complexa suspensão da Gold Wing, mas com certeza não é a grande estradeira representada na imagem. A foto mostra claramente um propulsor de quatro cilindros em linha, enquanto a Gold Wing tem um motor 1.800 de seis cilindros contrapostos.

A principal vantagem da suspensão dianteira em duplo A é a redução do "mergulho" da frente da moto em frenagens mais fortes quando comparada com garfos convencionais ou até mesmo os invertidos utilizados pode motos mais esportivas. Porém, apenas as patentes foram reveladas e não se sabe se os desenhos vão virar realidade.

Honda GL 1800 Gold Wing 2019
Honda GL 1800 Gold Wing 2019
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Honda GL 1800 Gold Wing

Honda GL 1800 Gold Wing