Indian Scout preparada quer quebrar recorde no gelo

Depois de competir com a moto no asfalto, versão Bobber da moto foi retrabalhada para correr no inverno russo
Indian Scout Bobber para competições

Indian Scout Bobber para competições | Imagem: Reprodução internet

Gelo e motocicletas não são elementos que costumam andar juntos, mas há quem aceite o desafio. Foi o caso do engenheiro Brice Hennebert, da Worhorse Speed Shop que, em conjunto com a Indian Motorcycles, preparou uma Scout Bobber para competições na neve.

A moto, chamada de Appaloosa 2.0, utiliza por base a versão custom da moto da Indian, incluindo o motor V2 de 1.133 cm³ arrefecido a líquido, e acrescenta diversas alterações para correr nas condições adversas dos climas mais frios, além de um kit de injeção de óxido nitroso para elevar a potência total para cerca de 150 cv.

Caso você tenha reparado, já é a versão 2.0 da Appaloosa, pois ela correu já em 2019 em competições de arrancada no asfalto. Agora, entre 25 de fevereiro e 1 de março, a motocicleta será levada para correr o Lago Baikal (RUS), o maior corpo d’água em extensão e profundidade. Nessa época do ano, o lago fica totalmente congelado e são performadas competições de arrancada de oitavo de milha (201 m) por lá.

Para correr com temperaturas abaixo de -15°C sobre uma superfície congelada, a Appaloosa 2.0 recebeu algumas alterações. A carenagem frontal foi reforçada e foi necessária a instalação de nada menos que 250 cravos de aço em cada pneu da motocicleta para manter a tração.

Segundo a equipe que está coordenando a montagem dessa moto, a adição dos cravos está criando alguns desafios. A engenharia afirmou que o motor está perdendo quase 30% de rendimento por conta do gelo. Além disso, com 2,5 kg a mais de cravos em cada pneu, eles estariam de despedaçando acima dos 200 km/h por conta do peso extra e do frio extremo. 

Indian Scout Bobber para competições
Indian Scout Bobber para competições
Imagem: Reprodução internet

Assine a newsletter semanal do AUTOO!
Tags