Itália volta a proibir circulação de motos por conta da pandemia

Com nova alta de casos de COVID-19 no país, governo determina proibição de viagens entre determinadas localidades
Ducati Multistrada V4

Ducati Multistrada V4 | Imagem: Divulgação

A Itália, um dos primeiros países a sofrer severamente com os efeitos do COVID-19, está presenciando um novo aumento no número de casos. Por conta disso, o governo italiano voltou a proibir viagens e passeios de moto naquele país. A restrição será válida até o final de março e se dará nas regiões em “zona vermelha”, mais afetadas.

Hoje, cerca de 70% da população italiana vive em áreas determinadas como zonas vermelhas. Nelas, só estão autorizados a rodar com suas motos e scooters pessoas com certificações de trabalho, como profissionais da saúde e de emergências. Na zona vermelha nem mesmo viagens de moto na mesma região é permitido. 

Apenas os motociclistas italianos que têm residências comprovadas em regiões diferentes poderiam circular com garupa. Ainda assim é necessário conseguir uma complexa autorização de trânsito. Nem mesmo a prática do off-road com motos de trilha é permitido na zona vermelha. Somente atletas com carteira da federação italiana de motociclismo podem circular para treinar. Entretanto, os treinos só são permitidos em circuitos fechados, como autódromos ou pistas de motocross.

Ducati Multistrada V4
Na Itália, nem mesmo as trilhas fora-de-estrada fugiram das restrições de circulação
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!