Kymco confirma produção do AK550 no Brasil

Novo maxi-scooter já era cotado para nosso mercado. Produção começa em Manaus (AM) a partir do mês de setembro
Kymco AK550

Kymco AK550 | Imagem: Divulgação

Depois de exibir o modelo no Salão Duas Rodas de 2017, foi confirmada a produção em Manaus (AM) do Kymco AK550. O maxi-scooter deve ter a fabricação iniciada a partir de setembro, segundo confirmou a JTZ, empresa que representa e monta os modelos Kymco e Haojue para o mercado brasileiro. A companhia é um braço da J. Toledo da Amazônia que, por sua vez, representa a marca Suzuki no Brasil.

De acordo com a JTZ, as primeiras unidades do Kymco AK550 devem começar a chegar nas lojas entre outubro e novembro. O preço ainda não foi confirmado, mas o scooter é oferecido nos mercados europeus por cerca de 10 mil euros, em média. Isso colocaria o AK550 seguramente na faixa entre R$ 50 mil e R$ 60 mil em nosso mercado, o que o posicionaria de frente com rivais como o Suzuki Burgman 650 e o Honda X-ADV 750, ambos ligeiramente mais caros.

Com cerca de três anos de vida nos mercados globais, o Kymco AK550 é um projeto relativamente moderno. Ele traz um motor de dois cilindros paralelos, 550 cm³ e arrefecimento a líquido, já contando com duplo comando de válvulas no cabeçote. Dados da marca para o mercado europeu apontam para 53 cv de potência e 5,6 kgfm de torque. Mas o peso declarado de 230 kg não dá credenciais performáticas ao modelo.

Onde já é oferecido, o Kymco AK550 traz de série duplo freio a disco dianteiro, sendo que o traseiro tem disco simples. O sistema ABS vem de fábrica, assim como a abertura elétrica do porta-objetos sob o banco, porta-luvas, para-brisas e apoio lombar regulável em três posições para o piloto.

Kymco AK550
Kymco AK550
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!