MotoGP cancela corrida no Japão

Apesar de etapas na Espanha estarem confirmadas, dificuldades com viagens excluem etapa japonesa da temporada 2020
Detalhe do Grande Prêmio do Japão de MotoGP em sua etapa de 2019

Detalhe do Grande Prêmio do Japão de MotoGP em sua etapa de 2019 | Imagem: Divulgação/MotoGP

A organização da MotoGP anunciou no dia 1º de junho o cancelamento da etapa japonesa da competição, que deveria ocorrer entre os dias 16 e 18 de outubro no circuito de Motegi (JAP). Com isso, a MotoGP chega a sete etapas canceladas neste ano. A prova em Motegi se junta aos GPs do Catar, Alemanha, Holanda, Finlândia, Grã-Bretanha e Austrália.

Com o cancelamento, será a primeira vez desde 1986 em que o mundial de motovelocidade não correrá no Japão. Kaoru Tanaka, presidente da organizadora da corrida japonesa, afirmou que “a organização vinha se preparando para a etapa japonesa da MotoGP neste ano, mas a situação no Japão e na Europa ainda é instável e uma extensão da proibição de viagens internacionais é esperada. Conversamos com a Dorna (organizadora da MotoGP) e concordamos que não há outra escolha a não ser cancelar o GP do Japão”.

A Dorna afirmou inclusive que os eventos fora da Europa ocorrerão depois de novembro, se vierem a acontecer, o que excluiu o Japão. Enquanto isso, as etapas do Velho Continente começam a se desenhar. O circuito de Jerez (ESP) recebeu sinal verde do governo espanhol para sediar duas etapas da MotoGP em julho e agosto. 

Detalhe do Grande Prêmio do Japão de MotoGP em sua etapa de 2019
Detalhe do Grande Prêmio do Japão de MotoGP em sua etapa de 2019
Imagem: Divulgação/MotoGP

Assine a newsletter semanal do AUTOO!