MT-09 SP: veja o que muda na versão mais radical da naked da Yamaha

Opção de maior performance da moto também ganha renovação com itens exclusivos e foco no alto desempenho
Yamaha MT-09 SP 2021

Yamaha MT-09 SP 2021 | Imagem: Divulgação

Nas últimas semanas, a Yamaha renovou a MT-09 para a linha 2021. A naked mais poderosa da marca deve chegar às lojas europeias apenas em março do ano que vem, mas trouxe melhorias importantes. O motor foi renovado para atender às normas Euro 5 de emissões e a moto ganhou mais componentes de tecnologia. Agora, a marca anunciou alterações para a versão SP, mais focada em desempenho.

As alterações na MT-09 “normal” começam pelo motor, que se manteve como tricilíndrico. Mas sua capacidade foi aumentada de 847 cm³ para 889 cm³. Toda a parte interna do propulsor foi revisada, com a adição de novos pistões, bielas, cabeçotes e tampas.  A potência foi de 115 cv para 117 cv e o torque de 8,9 kgfm para 9,4 kgfm. Também são novos os posicionamentos dos bicos injetores. O câmbio recebeu novas relações para a primeira e a segunda marchas.

De acordo com a Yamaha, a nova MT-09 2021 traz um chassi mais rígido e leve. Peças como a balança traseira e as rodas foram revisadas. A marca também efetuou uma revisão na calibragem da suspensão de sua naked. Na dianteira, os freios também ganharam novas pinças, agora montadas em posição radial.

Yamaha MT-09 SP 2021
Yamaha MT-09 SP tem itens com foco na performance
Imagem: Divulgação

A nova Yamaha MT-09 passa a contar com um sensor inercial de seis eixos, refinando a atuação do controle de estabilidade. Assim como em diversas rivais, a naked passa a contar com quickshifter bidirecional. Além disso, traz ainda controles de derrapagem, de empinada e modos de condução selecionáveis. Tais modos de condução são selecionados por meio de um novo painel de instrumentos. Por último, o farol dianteiro foi repaginado e passa a contar com lâmpada de LED para a iluminação.

Partindo para a nova MT-09 SP, a Yamaha agregou um novo garfo dianteiro KYB com bengalas de 41 mm e um revestimento DLC resistente (carbono com características diamantadas). A unidade permite ajustar totalmente o amortecimento na pré-carga, velocidade de retorno e velocidade de compressão, além de adicionar ajustadores de amortecimento de compressão de baixa e alta velocidade para afinar de verdade a suspensão.

Outra mudança é o novo amortecedor traseiro assinado pela Öhlins, que oferece ao piloto uma capacidade completa de ajuste e cuja a pré-carga pode ser alterada de forma remota. Além disso, a SP vem de série com controle de cruzeiro, assento exclusivo de costura dupla, balança de alumínio polido anodizado e uma série de componentes com acabamento superior, como o guidão e alavancas de freio e embreagem em preto anodizado e os reservatórios de fluido de freio dianteiro e traseiro em fumê transparente.

 
Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Yamaha MT-09

Yamaha MT-09