MV Agusta: motos menores e nova F4 estão nos planos

Marca italiana passou por sérias crises nos últimos anos. Trocou de dono, diversificou e quer trazer de volta nome icônico
MV Agusta: marca italiana esteve presente na trajetória de Giacomo Agostini

MV Agusta: marca italiana esteve presente na trajetória de Giacomo Agostini | Imagem: Reprodução internet

Assim, como ocorreu recentemente com a Norton, a MV Agusta foi outra tradicional marca de motocicletas que enfrentou sérias crises nos últimos anos. Após um acordo que não deu certo com a AMG, divisão de performance da Mercedes-Benz, a marca foi adquirida pelo investidor russo Timur Sadarov no início do ano passado.

Com a mudança de mãos, a marca conseguiu se manter e voltou a ter resultados melhores. Em entrevista para o site britânico Motorcycle News, Sadarov, atual CEO da MV Agusta, atribuiu a recuperação ao fato de “agora, a marca tem pela primeira vez em anos seus próprios planos, sem interesses de outros grandes grupos industriais por trás”.

Entre as decisões que a MV Agusta tomou nos últimos tempos sob a batuta de Sadarov está um acordo com a Loncin. Por meio dessa cooperação, a chinesa desenvolverá motocicletas com motorização menor para a China e outros mercados asiáticos com o nome MV Agusta. Algo similar ao que foi feito entre BMW e a indiana TVS para o desenvolvimento dos modelos G 310 R e G 310 GS da marca alemã.

Segundo Sadarov, ter ofertas de modelos menores é imprescindível na Ásia. Além disso, “por conta da globalização, ninguém consegue desenvolver motos pequenas na Europa. Gostaríamos muito, mas simplesmente faria com que a MV Agusta não fosse competitiva”, afirmou o CEO ao justificar o acordo com a chinesa Loncin.

Estando melhor financeiramente, a marca poderá retornar aos segmentos pelos quais é mais famosa. Para os amantes das icônicas motos de alta performance da MV Agusta, Timur Sadarov deixou o melhor para o final da entrevista. “A nossa plataforma F4 foi descontinuada em 2018 e nós queremos retomá-la em menos de cinco anos. Com a superesportiva de volta à produção, queremos também retornar aos mundiais de motovelocidade”. Ou seja, para quem sentiu saudades da performática MV Agusta F4, sua volta poderá acontecer em breve.

MV Agusta Rush 1000
MV Agusta Rush 1000
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!