Nos EUA, Kawasaki Versys 1000 ganha suspensão semi-ativa

Aventureira já contava com amortecedores adaptativos e eletrônicos, mas na linha 2021 promete ainda mais conforto
Kawasaki Versys 1000 2021

Kawasaki Versys 1000 2021 | Imagem: Divulgação

Além de uma nova paleta de cores, incluindo uma nova pintura em tom turquesa, as mudanças nos modelos de 2021 da Kawasaki foram relativamente pequenas para o mercado norte-americano. A empresa promete mais novidades até o dia 23 de novembro, quando são aguardadas as estreias até de novos modelos

No entanto, nem todas as alterações de 2021 estão limitadas a novas cores. A nova Versys 1000 SE LT +, versão topo de linha da aventureira por lá, recebeu uma atualização relativamente significativa. Além de suas novas cores (preto, cinza e vermelho), a configuração mais vendida da Versys naquele país também recebe uma nova suspensão que aposta na tecnologia.

Leia mais: BMW define preço da nova R 1250 RT no Brasil

O aventureira já contava com a “Suspensão de Controle Eletrônico” (KECS) da Kawasaki, um sistema que permite ao piloto adaptar o amortecimento da suspensão previamente conforme a superfície da estrada, levando em conta ainda o peso de bagagem ou passageiro. Na linha 2020, o piloto ajusta o KECS por meio do computador de bordo e quaisquer alterações nas configurações são aplicadas quase imediatamente.

Agora, para a linha 2021, a Versys 1000 mais completa passa a contar com um sistema sa Showa chamado de Skyhook. Nele, aproveita-se toda a eletrônica já presente no KECS, mas acrescenta-se algoritmos novos de correção para que a moto permaneça sempre nivelada, evitando o sobe e desce causado por buracos e imperfeições no asfalto. Nos EUA, a Kawasaki Versys 1000 SE LT + custa US$ 18.199 (R$ 102,7 mil).

Kawasaki Versys 1000 2021
Kawasaki Versys 1000 2021
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Kawasaki Versys 1000

Kawasaki Versys 1000