Nos EUA, motos elétricas dão mais de R$ 10 mil de crédito

Desconto em impostos para motocicletas eletrificadas volta a valer após um hiato de quase dois anos
Harley-Davidson LiveWire

Harley-Davidson LiveWire | Imagem: Divulga�§�£o

Até o final de 2017, quem comprava uma motocicleta elétrica 0 km nos EUA, ganhava o direito a ter um rebate de até US$ 2.500 (cerca de R$ 10,1 mil) em taxas e impostos incidentes naquele país. No entanto, a partir de 2018, tal rebatimento de valores deixou de valer.

O desconto vinha em forma de crédirtos em impostos federais por lá. Depois de um hiato, o benefício voltará a valer e incluirá os compradores que adquiriram uma moto elétrica, não só em 2018 e 2019, como também aqueles que o fizerem em 2020.

Os compradores de motocicletas elétricas receberão um crédito fiscal equivalente a 10% do preço de compra de seus veículos, no valor de até US$ 2.500. Ou seja, caso alguém compre uma Harley-Davidson LiveWire, por exemplo, que custa lá US$ 30 mil (cerca de R$ 121,7 mil) ou mais por lá, continuará tendo incentivos de até US$ 2.500. No entanto, o crédito em taxas não chega instantaneamente. 

Harley-Davidson%20LiveWireT
Harley-Davidson LiveWireT
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!