Nova geração da Ducati Monster pode perder chassi de treliça

Um dos elementos mais tradicionais da icônica naked da marca italiana pode acabar se perdendo com renovação
Ducati Monster 821

Ducati Monster 821 | Imagem: Reprodução Motorcylcle News

A Ducati Monster é um dos modelos responsáveis pela popularização das motocicletas do tipo naked com alta cilindrada nos mercados globais. Agora, o modelo está prestes a ganhar uma nova geração e as alterações podem acabar tirando da Monster um de seus traços mais icônicos: o chassi tubular de aço por treliças.

Citando fontes, o site britânico Motorcycle News afirma ter obtido dois rascunhos da nova geração da Ducati Monster, que perderá o sufixo 797 atual em favor do 821, indicando também uma alteração no motor. Pelas imagens e seguindo alguns flagras mais recentes, a marca italiana deverá ter uma solução diferente para o chassi.

Dessa vez, a nova geração da Ducati Monster deverá contar com um quadro de alumínio, similar ao visto na superesportiva Panigale V4. Com as alterações, a empresa pretende não mexer no preço de sua naked, que concorre em um segmento cada vez mais competitivo com modelos como a KTM 790 Duke, Triumph Street Triple e Yamaha MT-09. Além disso, o chassi de alumínio é mais leve que o tubular de treliça, que usa aço.

Hoje, a Ducati oferece dois modelos da linha Monster no Brasil. A primeira opção é a Monster 797, que custa R$ 59.990. Ela traz um motor de dois cilindros em “L” com 803 cm³ e fornece 76 cv de potência e 7,0 kgfm de torque. A segunda é a Monster 1200, de R$ 89.990. Seu motor em L de 1.198 cm³ já entrega 147 cv e 12,8 kgfm.

Ducati Monster 821
Ducati Monster 821
Imagem: Reprodução Motorcylcle News
Assine a newsletter semanal do AUTOO!