Novas CB 650R e CBR 650R 2020 chegam ao mercado

Modelos ganharam atualizações estéticas e na motorização; saiba mais
Honda CB 650R 2020

Honda CB 650R 2020 | Imagem: Divulgação

A Honda inicia nesta semana a comercialização das novas CB 650R e CBR 650R em suas respectivas linhas 2020. As motos já haviam sido anunciadas em 2019 no Salão Duas Rodas e estavam em pré-venda desde o fim do primeiro trimestre deste ano.

A naked CB 650R tem preço sugerido de R$ 39.416 e será oferecida nas cores azul perolizado, vermelho e prata metálico. Já a esportiva CBR 650R Fireblade, por sua vez, é um pouco mais cara e chega ao mercado por R$ 41.080. Suas únicas opções de cores residem no cinza metálico e no vermelho.

A CB 650R atualiza ficou 4 kg mais leve e conta com suspensão dianteira do tipo invertido. A iluminação dianteira foi completamente revista e contempla conjunto óptico full-LED. A CBR 650R 2020 também traz o farol com a mesma tecnologia de iluminação. A esportiva carenada ainda conta com um novo banco em dois níveis, a rabeta essencial e os semi-guidões fixados sob a mesa superior, que oferecem posicionamento ideal para pilotagem mais dinâmica.

“Elementos em comum a estas duas Honda 650 são motor e chassi. O 4 cilindros DOHC arrefecido a líquido é dotado de câmbio de seis marchas com embreagem assistida, deslizante e sistema HSTC - Honda Selectable Torque Control. O chassi tubular de aço segue a arquitetura tipo Diamond, com a zona da fixação do eixo da balança realizada em aço estampado e não mais em aço forjado, o que resultou em uma economia de peso de 1,9 kg”, detalha a Honda.

 

A atualização técnica do motor de 16 válvulas e exatos 649 cm3 envolveram o redesenho dos pistões, que preservam a saia assimétrica, e das câmaras de combustão. Idem com relação ao sistema de distribuição, no qual os comandos de válvulas, molas e corrente de acionamento foram ajustados para as novas características de potência e torque. O sistema de acionamento de válvulas direto pelos comandos de válvulas permaneceu inalterado, solução que é responsável pela compacidade da região do cabeçote.

De acordo com a fabricante, a entrega de torque na dupla recém-lançada tornou-se mais linear, com elevação progressiva à partir dos 7.000 rpm. A potência máxima é de 88,4 cv à 11.500 rpm e o pico de torque é de 6,13 kgmf a 8.000 rpm.

A embreagem agora é do tipo deslizante, o que previne repentinas perdas de aderência da roda traseira no caso de reduções de marcha extremas, frequentes na pilotagem esportiva. O acionamento da embreagem se vale de assistência, que reduziu em 12% o esforço necessário para o acionamento da alavanca. 

O sistema de controle de tração HSTC se encarrega de conter eventuais perdas de aderência do pneu traseiro em situações de forte aceleração. Tal dispositivo proporciona tranquilidade para a pilotagem em pisos de baixa aderência. Pilotos experientes podem optar pela desativação do controle de tração através de um botão situado no punho esquerdo.

Por fim, a Honda detalha que a CB 650R e a CBR 650R 2020 saem de fábrica com garantia de três anos, sem limite de quilometragem, além de contar com a cobertura do Honda Assistance (Assistência 24 horas), durante o período que durar a garantia.

 
Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Honda CB 650R

Honda CB 650R