A Triumph passa a oferecer no mercado brasileiro as renovadas Tiger 800 e 1200. As motocicletas já são comercializadas em nove versões. A Tiger 800 terá seis opções: XR (R$ 43.190), XRx (R$ 48.890), XRx low seat (R$ 48.890), Tiger 800 XCx (R$ 51.390), XRt (R$ 54.890) e XCa (R$ 55.890).

Já a Tiger 1200 chega ao país em três configurações: XR (R$ 60.090), XCx (R$ 73.190) e XCa (R$ 83.490).

Tiger 800 - motor de 95 cv

A nova Tiger 800 traz uma série de novidades. A trail ganhou painel de instrumentos TFT colorido de 5”, freios dianteiros Brembo de alto desempenho, configuração de suspensão otimizável e punhos acoplados ao guidão incorporado iluminação aos botões, além de ter iluminação em LED, piloto automático, quadro avançado, carenagem especial, suspensão Showa ajustável e novos pneus off-road.

A motorização é a tradicional tricilíndrica de 800 cm³, que é capaz de entregar 95 cv de potência. Há uma nova relação de marchas, em que a marcha mais curta aumenta a tração off-road e a resposta de baixa velocidade em todos os tipos de terrenos. O escapamento também ganhou atualizações, agora, está mais leve e com o fluxo aprimorado para melhorar a sonoridade mais esportiva.

O motociclista poderá escolher um novo modo de pilotagem: “Off-Road Pro”, que foi desenvolvida para pilotos mais experientes em terrenos acidentados. Há outras seis opções de modos de pilotagem, além de ser possível desligar os sistemas eletrônicos de auxílio, e assim, ficar totalmente no comando da motocicleta.

A nova Tiger 800 ganhou melhoras na ergonomia para melhorar a pilotagem, isso foi possível, graças ao recuou do guidão em 10 mm, que permite uma posição de pilotagem mais imponente, bem como, instalação de um novo para-brisa ajustável manualmente em cinco posições e a disponibilidade de novos assentos mais confortáveis, com duas posições de altura: 810-830 mm nos modelos XR e 840-860 mm nos modelos XC, ajustáveis em 20 mm para adaptar o estilo de pilotagem e ao tipo de terreno. A XRx low seat conta com altura baixa da suspensão, que é 50 mm mais baixa que as outras versões. A Triumph manteve os freios ABS, controle de tração, acelerador eletrônico, piloto automático e assentos e manoplas aquecidas.

As opções cores são: XR (branca e preta – Jet Black e Crystal White), XRx (branca, preta e azul – Crystal White, Matt Black e Luceine Blue), XRx low seat (branca, preta e azul – Crystal White, Matt Black e Luceine Blue), XCx (preta, branca, azul e verde – Jet Black, Crystal White, Luceine Blue e Matt Khaki Green), XRt (azul - Cobalt Blue) e XCa (vermelha e verde – Korosi Red e Marine).

Tiger 1200 – motor de 141 cv

A big trail ganhou uma redução no peso em 10 kg, em relação a anterior, porém, sem perder agilidade e a motorização, que foi mantida, com 141 cv de potência, com uma atualização significativa e tem uma faixa mais baixa de rotação e um ronco melhor perante a versão passada. A embreagem tem suporte de torque, sistema auxiliar no controle de pilotagem em todas as superfícies. Há um novo conjunto de banco, e melhorias no posicionamento do guidão e na geometria melhorada do quadro, tudo isso, para melhorar a ergonomia.

Os modelos XRt e XCa contam com um sistema de iluminação inovador, adaptável às curvas, para oferecer maior visibilidade ativa nas curvas, piloto automático atualizado, tela ajustável com display TFT colorido, nova iluminação de LED, novos interruptores com design ergonômico e iluminação de fundo, um novo sistema assistente para mudanças de marcha sem a embreagem, ignição sem chave “amigável ao piloto” nos modelos XCx e XCa e um novo modo de pilotagem “Off-Road Pro” também nas versões XCx e XCa.

A Tiger 1200 ganhou uma nova carenagem, com novas rodas, novos emblemas metálicos, iluminação inconfundível em LED, além de ter proteções do motor com pintura que contrasta com as carcaças de efeito enrugado, o quadro de titânio com cobertura colorida em pó e para-brisa ajustável eletricamente.

A motocicleta vem com sistemas de gestão totalmente integrados controlados por uma Unidade de Medição de Momento de Inércia (IMU), sistema de frenagem integrado (desenvolvido com a Continental), freios ABS e controle de tração otimizados para curvas, controle de arranque em subida, acelerador eletrônico, até seis modos de pilotagem para configurar a motocicleta para que ela se adapte facilmente ao terreno ao apertar um botão, freios Brembo de alta especificação e suspensão WP ajustável.

A moto está disponível nas seguintes cores: Tiger 1200 XR (branca e preta - Crystal White e Jet Black), Tiger 1200 XCx (branca, preta e verde - Crystal White, Jet Black e Matt Khaki Green) e Tiger 1200 XCa (branca e verde - Crystal White e Marine).

Números de venda

A Tiger 800 é a motocicleta mais vendida na marca no Brasil. Nos quatro primeiros meses deste ano, foram 672 unidades emplacadas. Já no ano passado foram 1.862 unidades comercializadas.

 
 
LInha Triumph 2018
 
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
 
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
 
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
 
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
 
LInha Triumph 2018
LInha Triumph 2018
 
 
Redação

 

Redação |