Novembro: produção de motos foi a segunda melhor do ano

Com aumento de 14,5% no total de unidades no mês passado, resultado ficou atrás apenas do registrado em setembro
Linha de produção da BMW em Manaus (AM)

Linha de produção da BMW em Manaus (AM) | Imagem: Divulgação

Dados divulgados pela Abraciclo, associação que reúne as fabricantes de motocicletas, apontaram para um crescimento de 14,5% na produção de motos em novembro. No mês passado foram construídas 104.094 unidades, contra 90.880 unidades registradas em outubro. Na comparação com novembro de 2019 (93.128), a alta foi de 11,8%.

Além disso, o resultado de novembro é o segundo melhor de 2020, ficando atrás apenas de setembro, quando a produção total chegou a 105.046 motocicletas. No acumulado de 2020, porém, a pandemia gerou consequências: de janeiro a novembro, foram construídas 888.515 motocicletas, ante as 1.038.696 unidades registradas no mesmo período de 2019. A queda é de 14,5%.

Marcos Fermaniam, presidente da Abraciclo, comemorou o resultado positivos em função dos ajustes que as fabricantes vêm realizando para se adaptar às normas sanitárias. Porém, enfatizou que a pandemia ainda impõe dificuldades: “a adoção de uma série de restrições, que exigiram mudanças no layout das fábricas para garantir a saúde dos colaboradores, gerou aumento no tempo de fabricação das motocicletas e isso impactou fortemente o desempenho do setor”.

A Abraciclo revisou recentemente as projeções para a produção de motos no Brasil em 2020 devido à pandemia. Manteve-se a previsão de construir cerca de 937 mil unidades até o final do ano. Antes da pandemia, a entidade estimava um total de 1.175.000 motos produzidas por aqui em 2020. Se os números se confirmarem, 2020 representará uma queda de 15,5% na produção em relação a 2019, quando foram produzidas 1.107.758 unidades.

Royal Enfield produção Argentina 1
Produção total, no entanto, será inferior a 2019
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!