Por motos retrô, Kawasaki resgata marca histórica

Empresa reutiliza o nome Meguro que vem desde 1937 e apresenta a K3, modelo exclusivo do Japão baseado na W800
Meguro K3 2021

Meguro K3 2021 | Imagem: Divulgação

Com a onda de motos de estilo retrô tomando conta do mercado global de motos, as grandes marcas estão se movimentando para aproveitar tal nicho. Desta vez, a Kawasaki resgatou um nome histórico do Japão para servir como submarca de clássicas da empresa. Trata-se da Meguro e a primeira moto é a K3.

A Meguro nasceu em 1937, mas entrou em problemas financeiros logo após a Segunda Guerra Mundial, quando foi adquirida pela Kawasaki. Enquanto a primeira deixou de operar na década de 1960, um antigo modelo chamado de T1 Senior 650 serviu de base para inspirar a K3 que, por sua vez, utiliza a arquitetura da atual Kawasaki W800.

Inclusive, ambas as motos são praticamente idênticas, com a Meguro K3 se diferenciando pelos aros das rodas raiadas mais escuros, para-lamas retrabalhados e saídas de escape que remetem às motos do passado. O logotipo no tanque também é exclusivo da novidade, assim como as linhas pintadas no tanque e no banco.

A mecânica é exatamente a mesma da Kawasaki W800. Assim a Meguro K3 usa um bicilíndrico paralelo de 773 cm³ de capacidade e arrefecimento a ar. Ele produz 52 cv de potência e torque máximo de 6,3 kgfm, sendo associado a uma transmissão de cinco velocidades. Por enquanto, a nova marca é exclusiva do Japão e a moto custará por lá 1.276.000 ienes, ou cerca de R$ 62,2 mil na conversão direta da moeda. 

Meguro K3 2021
Meguro K3 é baseada na Kawasaki W800, mas tem elementos exclusivos
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!