Produção de motos em março é a melhor desde 2015

Depois de um primeiro trimestre difícil, indústria das duas rodas nacional começa a dar sinais de recuperação
Linha de produção da BMW em Manaus (AM)

Linha de produção da BMW em Manaus (AM) | Imagem: Divulgação

Depois de mostrar números baixos em janeiro e fevereiro, a produção de motocicletas no Brasil voltou a superar as 100 mil unidades em março, registrando um crescimento de 116,4% sobre fevereiro e de 22,1% na comparação com o mesmo mês de 2020. As informações são da Abraciclo, entidade que reúne as fabricantes nacionais.

Em março, foram produzidas 125.556 unidades no Polo Industrial de Manaus (PIM), contra 58.014 motos em fevereiro e 102.865 no mesmo período de 2020. Segundo a Abraciclo, o resultado do mês passado é o melhor para suas associadas desde março de 2015, período que registrou a produção de 127.301 motos.

No entanto, os dois primeiros meses de 2021 afetaram negativamente o resultado do trimestre. No acumulado do ano, 237.201 motocicletas deixaram as linhas de montagem, queda de 20,3% sobre igual período de 2020, que registrou 297.557 unidades. Apesar dessa retração trimestral, o presidente da Abraciclo, Marcos Fermanian, diz que a perspectiva para os próximos meses é boa. 

“Depois de dois meses, as fábricas retomaram suas operações normalmente, seguindo os protocolos sanitários. Com isso, voltamos ao patamar de produção que deve se manter nos próximos meses e esperamos atender à demanda do mercado”, disse o executivo. Assim, a Abraciclo manteve a estimativa de produção para 2021, que deve ser de 1.060.000 unidades, uma alta de 10,2% sobre as 961.986 motocicletas fabricadas no ano passado.

Exportações voltam a ter destaque

Fábrica
EUA foram o maior destino das motos nacionais exportadas em março
Imagem: Divulgação

No mês passado, foram exportadas 6.355 motos a partir do Polo Industrial de Manaus, volume 116,5% maior do que as 2.926 unidades exportadas em fevereiro e 132,1% superior ao mesmo mês do ano passado, que registrou 2.730 unidades. Entre os principais destinos das motos brasileiras estão os EUA, com 1.012 unidades ou 26,5% do volume total exportado, Colômbia (922 motocicletas ou 24,2%) e Canadá (670 motos e 17,6% do total exportado).

Assine a newsletter semanal do AUTOO!