Que tal um motor V2 2.1 para sua Harley Softail?

Propulsor de cilindrada exacerbada é oferecido separadamente pela marca. Vem em uma caixa e instalação é feita após a compra
Harley-Davidson Softail Deluxe 2019

Harley-Davidson Softail Deluxe 2019 | Imagem: Divulgação

No início do ano, a Harley-Davidson anunciou um novo “crate engine” disponível para seus clientes. O termo refere-se a propulsores adquiridos após a compra da moto e que vêm literalmente em uma caixa, ou “crate” em inglês. A instalação fica sob a responsabilidade dos proprietários e, para manter a garantia da moto, é preciso ser realizada em uma oficina da marca.

O motor é o Screamin’Eagle 131 Stage IV e era disponibilizado como alternativa para a linha de motocicletas Touring da Harley-Davidson, que saem de fábrica com o motor V2 Milwaukee-Eight 117 de 1.917 cm³, sendo ele o maior motor original de fábrica a equipar os modelos da marca. Para comparação, o 131 tem 2.146 cm³.

Agora, a marca anunciou que o grande propulsor também estará disponível para as motocicletas da linha Softail, sendo compatível com a maioria das motocicletas dessa família a partir de 2018. Nesse caso, o Milwaukee-Eight tem 114 polegadas cúbicas, ou 1.868 cm³ de capacidade, tornando a troca pelo Screamin’Eagle 131 em um salto ainda maior.

Na comparação destes dois propulsores, o maior tem a mesma medida de curso de pistão, mas o diâmetro é maior. O comando de válvulas, que recebeu rolamentos de alta performance, está mais agressivo. Os pistões em si passam a serem forjados, enquanto a borboleta de admissão é alargada para 64 mm. Completam ainda o pacote bicos injetores de alta vazão, válvulas de maior diâmetro e cabeçote retrabalhado. Com isso, o Screamin’Eagle 131 promete 125 cv de potência e 18,6 kgfm de torque, enquanto a refrigeração pode ser mista (ar e óleo), ou dupla (óleo e líquido).

Uma pena que a opção pelo “crate engine” é restrita basicamente ao mercado norte-americano, onde custa a partir de US$ 6.195 (R$ 34,8 mil). No entanto, nem mesmo nos EUA, onde a troca de um motor não exige nem uma fração da burocracia brasileira, o novo propulsor pode ser usado em qualquer lugar. A Harley-Davidson afirma que o Screamin’Eagle 131 Stage IV foi homologado em regras de emissões de ruídos e poluentes em todos os estados norte-americanos, exceto a Califórnia.

Motor ScreaminEagle 131 Stage IV crate engine Harley-Davidson para linha Softail
Motor ScreaminEagle 131 Stage IV crate engine Harley-Davidson para linha Softail
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!