Saudade da Virago 250? Nos EUA você pode pegar uma 0 km

Saudosa estradeira de entrada da Yamaha no Brasil permanece em linha e mudou muito pouco ao longo das décadas
Yamaha V Star 250 linha 2020

Yamaha V Star 250 linha 2020 | Imagem: Divulgação

Houve um tempo no mercado brasileiro em que o segmento das motos custom de entrada não era tão carente. Entre 1997 e 2002, a Yamaha fabricou no Brasil a Virago 250, uma das poucas motos feitas por aqui com essa capacidade cúbica de motor e dois cilindros em V. Enquanto o modelo deixou muitas saudades até hoje entre os fãs das estradeiras mais acessíveis, a moto ainda pode ser adquirida 0 km.

Claro que não no Brasil. Mas também não é em um país que você nunca ouviu falar. Com um mercado onde não faltam opções, a Yamaha ainda oferece a Virago 250 0 km nos EUA. E olha que as alterações em relação à moto nacional de 2002 para cá foram mínimas, se concentrando basicamente na estética.

No mercado norte-americano, a moto agora se chama Yamaha V-Star 250, mas só de olhar as fotos já dá para sacar que ainda é uma Virago. No modelo 2020, ela é oferecida apenas na cor prata fosca com detalhes em azul e com o guidão do tipo “drag bar”, mais reto e alto, que substituiu os antigos guidões curvados da moto. Por lá, uma Yamaha “Virago” 250 nova sai por US$ 4.349, ou cerca de de R$ 22,4 mil na conversão direta.

Só não espere muita tecnologia. Como é possível ver nas imagens, a moto ainda usa farol redondo e velocímetro analógico. Até mesmo a alimentação de combustível é arcaica. O motor em V de 249 cm³ é alimentado por um carburador Mikuni de 26 mm. Sim, carburador. Dessa forma, é apenas natural que freios ABS não apareçam nem como opcional.

A própria Yamaha não divulga os números de performance para a V-Star 250, mas a antiga Virago 250 nacional tinha 21,5 cv de potência e 2,1 kgfm de torque. O câmbio é mecânico de cinco marchas e a transmissão final ainda é feita por corrente. As rodas raiadas têm 18 polegadas na dianteira e 15 polegadas na traseira, sendo calçadas, respectivamente, por pneus 3.00-18 e 130/90-15. O disco de freio dianteiro tem 282 mm, enquanto o traseiro usa um tambor de 130 mm.

Com um peso em ordem de marcha declarado de 147 kg e um assento a apenas 68 cm do chão, a Yamaha V-Star 250 é direcionada nos EUA para os segmentos de motociclistas iniciantes que desejam uma moto com visual clássico de custom. O seu tanque de 9,4 litros é até pequeno para os padrões dos EUA, mas com um consumo declarado de combustível em uso misto de 33 km/l, a autonomia não é tão baixa.

Yamaha V Star 250 linha 2020
Yamaha V Star 250 linha 2020
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!