Shineray SHE S e Voltz EVS: quais as diferenças entre as motos elétricas urbanas?

Briga entre as motos elétricas no Brasil deve esquentar com chegada de novo modelo da Shineray. Em breve, Multilaser deve lançar novidade no segmento com a Watts
Voltz EVS e Shineray SHE S: disputa das elétricas

Voltz EVS e Shineray SHE S: disputa das elétricas | Imagem: Montagem MOTOO / Voltz / Shineray

O mercado brasileiro de motos elétricas está agitado com lançamentos de motos elétricas. A chegada da Shineray SHE S dá um novo peso ao segmento, afinal, a empresa é a 3ª marca que mais vende no Brasil, atrás de Honda e Yamaha. Com a chegada do modelo, logo surge a questão sobre quais as diferenças entre a SHE S relação a Voltz EVS, modelo da marca brasileira que tem se tornado sinônimo de elétrica por aqui.

Em breve, mais opções movidas a eletricidade vem chegar. O negócio milionário envolvendo a Multilaser, que adquiriu a startup brasileira Watts, deve gerar novos modelos para o segmento, incluindo uma elétrica "que roda como 125" que já está em desenvolvimento. 

VEJA AS DIFERENÇAS ENTRE SHINERAY SHE S E VOLTZ EVS

Vale ressaltar que os modelos das fabricantes têm algumas similaridades, mas também propostas um pouco diferentes. Ambos são modelos estruturados como motocicletas, e não seguem o estilo de scooter elétrico bastante visto entre modelos movidos à eletricidade. Assim, é esperado um posicionamento de pilotagem similar ao de motos urbanas, como a Honda CG 160, por exemplo. 

VEJA TAMBÉM:

Voltz EVS
Voltz EVS
Imagem: Divulgação

A Shineray ainda não divulgou todas informações técnicas da SHE, então também existem alguns detalhes que não podemos colocar em comparação à Voltz EVS. O que podemos dizer é que a Voltz EVS ainda parece ser um modelo mais tecnológico que a Shineray SHE S, oferecendo alguns dispositivos não vistos na moto de origem chinesa. 

Preço

O valor divulgado para a SHE S pela Shineray é de R$ 18.990, o que o torna um modelo mais acessível dentro das opções urbanas elétricas. A Voltz EVS, por sua vez, é vendida por R$ 19.990. As empresas também oferecem a opção de adicionar uma bateria extra ao conjunto; no caso da Voltz, com o pacote de duas baterias, a moto aumenta para R$ 24.490. A Shineray anunciou que também é possível adicionar uma bateria extra ao modelo, mas o valor ainda não foi divulgado.

Shineray SHE S elétrica
Shineray SHE S elétrica
Imagem: Shineray

Motor, autonomia e tempo de recarga

No quesito motor, SHE S e EVS contam com a mesma potência de 3.000 watts, o que gera desempenho equivalente a 4 cavalos. Nesse caso, porém, a Voltz divulga que a EVS possui picos de 7.000 watts, o que garante algo em torno de 9,3 cavalos. Não sabemos ainda se existe também um comportamento parecido com a SHE S, o que leva a EVS a levar vantagem.

A velocidade máxima do modelo da Voltz é superior, alcançando 120 km/h, enquanto o modelo Shineray vai até 90 km/h. No caso da autonomia, vemos uma máxima de 180 km para a EVS, e 150 km para a SHE S, sempre contando com unidades equipadas com duas baterias. Com mais rendimento, o tempo de recarga para o modelo da Voltz é maior, estimado em 5 horas, enquanto a SHE S leva 3 minutos.

 

 

Shineray SHE S

Voltz EVS

Preço

R$ 18.990 R$ 19.990

Motor

3.000 watts 3.000 watts

Velocidade máxima

90 km/h 120 km/h

Recarga

3 horas 5 horas

Autonomia

150 km 180 km

Bateria

72v 35ah 72v 36,6ah

Tecnologia

Na parte de atributos tecnológicos ainda não temos muitas informações sobre a SHE S. Então podemos falar do que há disponível na Voltz EVS, que é um modelo com conectividade. A motocicleta está equipada com o sistema chamado de "smart controller", que envia dados do comportamento da moto para a nuvem da empresa, coletando os dados. O painel digital possui conexão com smartphone, onde é possível verificar o status e ciclo da bateria, localização, velocidade e dados de pilotagem. A EVS conta com 3 modos de pilotagem (ECO, Standard e Turbo) que podem deixar a moto mais esportiva ou mais econômica. 

 

Tudo sobre a Shineray SHE 3000

Shineray SHE 3000