As motos de entrada para a marca Harley-Davidson são os modelos da família Sportster, que demandam menos de R$ 45 mil para estacionar uma delas na garagem. São dois modelos a disposição dos potenciais clientes, a Iron 883, que tem o preço sugerido de R$ 39.900 e a Iron 1200, no caso partindo de R$ 43.900. E foi a configuração mais potente a escolhida pelo Motoo para conhecer em detalhes, tanto no uso urbano como por alguns trechos de rodovia, o que as representantes da gama Sportster podem entregar.

A posição de pilotagem na Iron 1200 é bem confortável. As pernas ficam flexionadas em ângulo reto, as pedaleiras são centralizadas e o guidão estilo mini ape é um pouco mais alto, sendo que todo este conjunto deixa a coluna ereta e o corpo bem posicionado. No trânsito mais carregado da cidade, a sensação de segurança e agilidade são pontos positivos, uma vez que é possível passar pelos corredores entre os carros sem dificuldade. Na estrada, o conforto é maior e você fica um pouco mais para trás do centro de gravidade da motocicleta, o que permite um maior tempo de viagem com menor desgaste físico do piloto.

Uma surpresa agradável pilotando a Iron 1200 foi o seu comportamento nas curvas. A moto inclina com facilidade e segurança e é possível arriscar alguns movimentos mais agressivas sem susto. Só é bom não se empolgar para evitar que a Iron raspe sua parte inferior no asfalto.

O motor V2 com 1202 cm3 é forte tanto na aceleração como nas retomadas de velocidade, o que instiga a uma pilotagem mais agressiva. Nos giros mais baixos, a moto pode “engasgar”, o que obriga a trabalhar com a moto em giros mais altos e a fazer constantes trocas de marchas. Como resultado o motor aquece e, nos dias quentes, isso é algo que chega a incomodar.

Outro item que é bastante marcante na Iron 1200 é a grande vibração em marcha lenta, uma característica peculiar dos antigos modelos da Harley-Davidson. O que para os saudosistas é tudo de bom, para a nova safra de motociclistas pode ser visto como algo não tão positivo assim, já que até mesmo modelos mais recentes – e caros – da Harley já deixam de lado esse comportamento.

Quanto aos freios, tudo que a moto entrega em termos de performance o sistema ABS é capaz de lidar e dá conta do recado.

O conjunto de suspensão é composto por um garfo telescópio de 92 mm de curso na dianteira e, na traseira, utiliza amortecimento duplo com 82 mm de curso e regulagem de pré-carga ajustável. Tudo isso deixa, na estrada, a moto mais firme e segura. Já no uso urbano, as imperfeições do piso e o grande número de buracos e lombadas da cidade de São Paulo ou qualquer outro grande centro urbano são sentidas pelo conjunto de suspensão.

O tanque de combustível tem uma capacidade limitada para viagens mais longas. São 12,5 litros, por isso é importante planejar bem as paradas para não ter surpresa. Além disso, a Iron 1200 não tem marcador de combustível, somente uma luz amarela indica que você está entrando na reserva. A media de consumo em nosso teste ficou próxima aos 18 km/l, o que resulta em uma autonomia de 225 km, número baixo para viagens.

O visual remete ao old school, com a arte dos grafismos inspirada nos anos 70. Com tons de azul e vermelho, o modelo testado chamou a atenção e ganhou elogios. O Banco solo oferece uma boa sustentação para a região lombar do piloto, mas mostrou-se um pouco duro para deslocamentos maiores. O banco do garupa é acessório e não foi possível avaliar o equipamento.

A Iron 1200 2020 tem as seguintes opções de cores: Vivid Black com grafismo em azul branco e vermelho; Barracuda Silver com grafismo em preto, entregando uma combinação mais decreta, e, por fim, a Billiard Blue com grafismo laranja e amarelo. Os acabamentos são todos em tons de pretos, inclusive o motor, o que dá a Iron 1200 um ar bastante urbano. No geral a moto agradou. Ela chama a atenção e mantém a identidade da marca.

 
 
Harley-Davidson Iron 1200 2020
 
Harley-Davidson Iron 1200 2020
Harley-Davidson Iron 1200 2020
Harley-Davidson Iron 1200 2020
 
Harley-Davidson Iron 1200 2020
Harley-Davidson Iron 1200 2020
Harley-Davidson Iron 1200 2020
 
Harley-Davidson Iron 1200 2020
Harley-Davidson Iron 1200 2020
 
 

Ficha Técnica

Motor: Evolution refrigerado a ar, 1.202 cm3
Taxa de compressão: 10:1 
Escapamento: escape preto, escalonado e curto com silenciadores duplos
Comprimento: 2.200 mm
Altura do assento, sem peso: 735 mm
Distância mínima do chão: 110 mm
Ângulo de inclinação da coluna de direção: 30°
Trail: 117 mm
Distância entre-eixos: 1.515 mm
Pneu dianteiro: 100/90B19 57H
Pneu traseiro: 150/80B16 77H
Capacidade de combustível: 12,5 l
Peso: 248 kg
Roda dianteira: preto, 9 raios
Roda traseira: preto, 9 raios
Freios: pistão duplo na dianteira e na traseira
Lâmpadas (indicadores e medidores): ponto-morto, baixa pressão do óleo, sinais de mudança de direção, diagnóstico do motor, aviso de pouco combustível, bateria fraca, sistema de segurança, ABS, velocímetro eletrônico com odômetro instalado sobre o guidão, relógio de hora do dia, odômetro parcial duplo, luz indicadora de baixo nível de combustível, luz indicadora de baixa pressão do óleo, leitura do diagnóstico do motor, luzes indicadoras LED

Experiente motocicista há mais de 30 anos, José Luiz é um designer amante das duas rodas e colabora com suas avaliações no Motoo

José Luiz Lazzari | http://www.jlldesign.com.br/