Para quem gosta de chamar a atenção no trânsito ou durante uma parada no posto para um café, poucas motos pode ajudar tanto nessa “função” quanto a Harley-Davidson Road Glide Special. Durante a semana em que o Motoo teve a oportunidade de avaliar a moto, era comum as pessoas pararem alguns segundos para admirar a motocicleta. A cor preto brilhante também ajuda muito nesse magnetismo todo especial.

O peso elevado de 391 kg e os 2,43 m de comprimento da Road Glide, bem como seu estilo ameaçador pode inibir algumas pessoas a assumir a pilotagem desta Harley, mas aos poucos você se acostuma com ela. O painel de instrumentos é completo e extravagante, bem como a central multimídia presente na Road Glide Special chama a atenção por ser tão completa como a de muitos carros. Ela conta com tela colorida TFT e traz navegador integral, entrada USB e pede receber ligações de seu smartphone desde que pareado via Bluetooth. O som é reproduzido por dois alto-falantes e tweeters controlados por botões nos punhos, que ajustam também o piloto automático.

Ao ligar a moto, a central multimídia faz uma apresentação muito interessante, com o escudo da Harley-Davidson sendo formado por labaredas e o rádio já oferece um som de qualidade, que ainda conta com sistema de ajuste automático do som conforme a velocidade da moto aumenta ou diminui.

Motor e Ciclística

O ronco mudou e agora a Harley ganhou um som mais grave e encorpado, porém discreto.
O Milwaukee-Eight V2 de 1.745 cm³ e potência estimada de 95 cv entrega torque de 15,9 kgfm a 3.250 rpm. As acelerações e retomadas são fortes e o ótimo nível de força do motor faz a Road Glide Special quase “saltar” nas arrancadas. O acelerador eletrônico mostra-se bem calibrado e entrega respostas rápidas. Destaque para a rapidez com que ela ganha velocidade, algo raro para uma moto com a proposta da Road Glide.

A Harley avaliada aqui é baixa e tem o banco cavado, fato que facilita pilotar e manobrar a Road Glide, mas é bom não descuidar para levar um susto devido ao porte avantajado desta touring. A posição de pilotagem é muito confortável, melhor que a da Road King já avaliada aqui no Motoo. O guidão tem a altura e o tamanho ideais.

Com uma posição de pilotagem mais para trás em relação ao centro de gravidade, as manobras em baixa velocidade na Road Glide exigem mais cuidados, o que dificulta o uso urbano. Passar pelos corredores e espaços menores é um martírio, só facilitada pela força do motor que permite bom controle em baixo giro. As posições dos pés nas plataformas agradam e mantem as pernas em posições confortáveis.

A quantidade de botões que você pode manipular pilotando a Road Glide é grande, portanto é necessário algum tempo para se familiarizar com todos eles. O banco tem um ótimo encaixe e mantem a coluna apoiada, uma ressalva vai para a espuma do assento, que mostrou-se muito fina.

Suspensão

A suspensão e rígida e o curso é curto, com isto as imperfeições do piso são fortemente sentidas e incomodam, mas nas curvas o conjunto transmite bastante segurança. Quanto aos níveis de calor e vibrações, eles são baixos se compararmos a outros modelos da marca. Um ponto de agradou é a altura que a moto fica do chão, permitindo passar por lombadas sem raspar, fato inédito nos modelos da marca, isto graças às rodas aro 19” na dianteira e 18” na traseira.

Freios e Transmissão

Os freios param a moto em espaços adequados, apesar do peso e tamanho da Road Glide Special, o que colabora bastante com a segurança na pilotagem. A transmissão por correia com 6 velocidades exige certo esforço já que o manete da embreagem (hidráulico) é relativamente pesado, gerando algum incômodo, principalmente no uso urbano.

Banco do garupa - Nota 7,5

“Esta nota foi dada em grande parte pela comparação com o banco do piloto, que realmente é muito confortável. Em minha opinião o banco do garupa poderia ser mais elaborado e a alça de segurança ser um item de serie. A posição das pedaleiras é perfeita, pois as pernas ficam dobradas em adequados 90 graus.” - opinião de Alessandra B. Lazzari.

A Road Glide Special está disponível nas cores Vivid Black e Wicked Red. O preço parte de R$ 97.400 e, até o próximo dia 30, é possível usar uma motocicleta seminova como parte do pagamento de qualquer modelo da linha Harley-Davidson.

Ficha Técnica

Motor: a gasolina, V2, 1.745 cm³, potência estimada de 95 cv e torque de 15,9 kgfm a 3.250 rpm
Transmissão: câmbio de seis marchas com secundária por correia
Suspensões: garfos na frente e balança atrás
Freios: a disco, com ABS
Pneus: dianteiro 130/60 R19 e traseiro 180/55 R18
Dimensões: 2,43 m (comprimento), 1,62 m (largura), 12,5 cm distância do solo e 69 cm (altura do assento)
Capacidade de carga: 250 Kg
Peso: 380 quilos
Tanque: 22,7 litros
Consumo: 12,5 km/l na cidade. Estrada, com tocada leve, o Motoo registrou média de 19,3 km/l 

 

José Luiz Lazzari |