Big trail. Essa é a classificação para as motos feitas para levar piloto e garupa com segurança, desempenho e conforto por qualquer tipo de estrada, seja um asfalto liso e perfeito, estradas de terra e esburacadas ou caminhos e trilhas abandonados.

É fato que, por agruparem tantas qualidades, as big trail carregam consigo um estigma de preço elevado, mas na gama Honda não é bem assim. A fabricante japonesa tem em sua gama um exemplar excelente dentro da categoria que não exagera muito no preço. Estamos falando da CB 500X, hoje tabelada em R$ 27.390. Para conhecer mais de perto as virtudes dessa moto, o Motoo realizou uma avaliação de longa distância com a novidade, percorrendo uma viagem entre as cidades de São Paulo (SP) até Ilhabela, litoral do Estado, que conta com um relevo capaz de proporcionar vários terrenos para avaliar a trail da marca japonesa. Confira, então, um resumo de nossas conclusões:

Na estrada com asfalto em boas condições

Saindo da cidade de São Paulo, seguimos rumo às rodovias Ayrton Senna, Carvalho Pinto e Tamoios, três estradas com asfalto de boa qualidade. Nessas condições, a CB 500X mostro-se muito confortável e cumpre seu papel de boa estradeira. O motor bicilíndrico de 471 cc e 50,4 cv a 8.500 rpm entrega boas acelerações e retomadas. Com potência e torque de sobra, o motor fica sempre “cheio” e permite ultrapassagens seguras e confiantes.

Pilotando a CB 500X você tem garantida uma viagem tranquila em velocidade de cruzeiro entre 110 e 120 km/h. A ciclística agrada muito ao piloto e o garupa viaja com conforto. A posição de pilotagem também é bastante confortável e o para-brisa minimiza bem a ação do vento.

Neste trecho o consumo ficou entre 23 a 26 km/l, sendo que procuramos andar com a “mão leve” para aproveitar a paisagem. Na volta da Ilhabela, o trecho da Tamoios foi todo feito sob forte chuva e o comportamento foi excelente, apesar do desconforto causado pelo clima, a sensação de segurança foi sentida mesmo nas curvas e ultrapassagens.

Estradas de terra ou esburacadas

Em vias não pavimentadas conseguimos avaliar bem a suspensão da CB 500X. O conjunto é bem adequado para a proposta da moto, que conta com layout Pro-link na traseira com ajuste para 7 posições de regulagem de pré-carga. Como a unidade avaliada já apresentou um bom acerto, resolvemos permanecer com a suspensão do mesmo jeito, porém, apenas como uma observação, o acesso para realizar a regulagem do conjunto traseiro é difícil e poderia ser revisto futuramente.

O conjunto de pneus de uso misto garantiu boas respostas nas estradas de terra. A buraqueira fica para trás e a CB 500X passa nas imperfeições com muita naturalidade. Outro ponto positivo da CB 500X está nas boas respostas em baixas ou altas rotações, fator que facilita a pilotagem em pisos não pavimentados ao não pedir constantes trocas de marcha.

Nas visitas a algumas cachoeiras da região, o trajeto foi muito prazeroso tanto para o piloto como para nossa passageira. Em trilhas, o consumo subiu um pouco, mas agradou ao estabilizar entre 18 a 19 km/l.

Estradas abandonadas e trilhas

Neste tipo de terreno a coisa muda. O peso de 181 kg da CB 500X já começa a ser sentido na pilotagem e compromete a agilidade, exigindo mais força e manuseio por parte do piloto. Os pneus mais largos, no caso o dianteiro com dimensões 120/70-17 e o traseiro 160/60-17, interferem e dificultam uma tocada tranquila. Realmente não é uma moto para trilha, mas se seu objetivo é de apenas chegar em um local de difícil acesso, ela não vai te deixar na mão.

E na cidade?

No ambiente urbano, todo conforto, agilidade e desempenho da CB 500X são realçados. Além de marcar presença por onde passa, a CB 500X chama a atenção, é ágil e passa tranquilamente nos corredores entre os carros. O motor trabalha suave, emitindo um ronco mais grave em baixas rotações e um ruído mais estridente que empolga em rotações mais elevadas. O piso irregular não interfere em nada no comportamento da moto. O dia a dia com a CB 500X é tranquilo. Mesmo depois de várias horas no trânsito intenso você não vai se sentir esgotado.

A CB 500X é uma boa opção de custo-beneficio para quem procura uma moto mais versátil para o uso diário e também quer trafegar por distâncias mais longas. Uma excelente big trail mais acessível dentro do universo da categoria!

Banco do Garupa - nota: 9

“Na estrada foi nota dez sem nenhuma observação. As pernas ficam em posição confortável e dá para passar horas viajando. Na cidade e no piso de terra também gostei. Só não ganhou um dez, pois o formado do banco deixa o garupa escorregar sobre o piloto, gerando certo incomodo” - opinião de Alessandra B. Lazzari

 
 
Honda CB 500X 2016
 
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
 
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
 
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
 
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
 
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
 
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
 
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2016
Honda CB 500X 2018
 
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
 
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
 
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
 
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
 
Honda CB 500X 2018
Honda CB 500X 2018
 
 

Ficha Técnica

MOTOR
Tipo: DOHC, dois cilindros, 4 tempos, refrigeração líquida
Cilindrada: 471 cc
Potência Máxima: 50,4 cv a 8.500 rpm
Torque Máximo: 4,55 kgf.m a 7.000 rpm
Transmissão: 6 velocidades
Sistema de Partida: Elétrico
Diâmetro x Curso: 67,0 x 66,8 mm
Relação de Compressão: 10,7:1
Sistema Alimentação: Injeção Eletrônica PGM-FI
Combustível: Gasolina

CAPACIDADE
Tanque de Combustível: 17,7 litros
Óleo do Motor: 3,2 litros

DIMENSÕES 
Comprimento x Largura x Altura: 2098 x 826 x 1358 mm
Distância entre eixos: 1421 mm
Distância mínima do solo: 170 mm
Altura do assento: 812 mm
Peso Seco: 181 kg

CHASSIS
Tipo: Diamond Frame
Suspensão Dianteira/Curso: Garfo telescópico / 140 mm
Suspensão Traseira/Curso: Pro-Link / 118 mm
Freio Dianteiro/Diâmetro: A disco / 320 mm
Freio Traseiro/Diâmetro: A disco / 240 mm
Pneu Dianteiro: 120/70 - 17
Pneu Traseiro: 160/60 – 17

SISTEMA ELÉTRICO
Ignição: Eletrônica
Bateria: 12 V – 7.3 Ah
Farol: LED

Experiente motocicista há mais de 30 anos, José Luiz é um designer amante das duas rodas e colabora com suas avaliações no Motoo

José Luiz Lazzari | http://www.jlldesign.com.br/