Titan ou Fan 160? As diferenças entre as versões da Honda CG

Nascidas de tempos e propostas diferentes, versões da moto mais vendida do Brasil compartilham muitos itens
Linha Honda CG

Linha Honda CG | Imagem: Divulgação

A Honda CG 160 é a líder incontestável de vendas no segmento de duas rodas no Brasil. Há décadas na liderança, a moto surgiu como CG 125 ainda em 1976 e veio evoluindo constantemente desde então. Nascida ainda na década de 1990, a CG Titan foi uma das versões mais marcantes da moto, enquanto a Fan surgiu depois, com uma proposta mais humilde.

História da CG Fan

Enquanto coube à CG Titan estrear novas tecnologias na plataforma da moto mais vendida da Honda, as versões de entrada eram atendidas pela CG 125. Em 2004, porém, o arcaico motor 125 com válvulas acionadas por varetas (OHV) precisou ser aposentado por não atender às regras de emissões de poluentes.

Enquanto a Titan adotava o motor 150 pela primeira vez naquele ano e subia de preço, a Honda ficou sem opções para atender o mercado da antiga CG 125. Em 2006, com um novo motor 125, a marca voltava a atender os segmentos de entrada com uma versão nova da CG. Foi daí que surgiu a CG Fan.

Titan ou Fan: quanto custam e o que elas têm em comum?

As duas versões mais caras da Honda CG 160 no Brasil partem do uso da mesma plataforma e do mesmo propulsor. Os modelos também compartilham boa parte da lista de equipamentos. O chassi do tipo diamante, com o motor fazendo parte da estrutura, é um dos elementos em comum. A Honda CG 160 Fan custa R$ 10.598, enquanto a Honda CG 160 Titan custa R$ 11.764.

Motor 160: o coração de CG Titan e CG Fan

As duas versões da moto mais vendida do Brasil lançam mão de um motor monocilíndrico de arrefecimento a ar com 162,7 cm³ de capacidade. O motor é do tipo OHC, o que significa que as válvulas estão no cabeçote e seu acionamento é feito por corrente. Quando abastecido com etanol, ele entrega 15,1 cv de potência e 1,54 kgfm de torque. Na gasolina, são 14,9 cv e 1,40 kgfm. O câmbio mecânico de cinco velocidades e a transmissão final por corrente são exatamente os mesmos para CG Titan e CG Fan.

Honda CG 160 Fan
Honda CG 160 Fan
Imagem: Divulgação

Medidas e capacidades idênticas

As duas versões da Honda CG 160 compartilham quase todas as medidas. A dupla tem 1,99 m de comprimento, 0,73 m de largura, 1,08 m de altura e 1,31 m de entre-eixos. O assento fica a 790 mm do solo, enquanto o vão livre das motos é de 196 mm. O peso a seco declarado para dupla é praticamente idêntico. A Fan 160 tem 116 kg, enquanto a Titan tem 117 kg.

O tanque para as duas tem a mesma capacidade: 16,1 litros. Entre outros componentes que Fan e Titan compartilham estão as rodas de 18 polegadas com pneus 80/100 (dianteiro) e 90/90 (traseiro), e a suspensão, que tem na dianteira garfos telescópicos de 135 mm de curso, enquanto suspensão traseira com dois amortecedores e 106 mm de curso.

O sistema de freios é o mesmo para as duas versões da Honda CG 160, composto por disco sólido na dianteira com 240 mm de diâmetro e tambor na traseira com 130 mm de diâmetro. Por conta da legislação vigente, a dupla equipada com sistema de freios combinados de série.

Titan é mais completa que a Fan, mas não muito

Com quase R$ 1.200 separando o preço da Titan em relação ao da Fan, coube à lista de equipamentos de série diferenciar os dois modelos da Honda CG 160. E, mesmo assim, a diferença não é grande. As duas trazem de série freios combinados, rodas de liga leve, partida elétrica e painel digital com computador de bordo. Além disso, são idênticas do ponto de vista mecânico.

Uma das grandes diferenças fica por conta do painel. Enquanto a Fan traz um fundo tradicional para os instrumentos, a Titan já lança mão do sistema Black Out, com fundo de alto contraste para o painel e também utilizado nos modelos mais caros da marca. A outra já fica por conta da parte estética das motos.

Enquanto as peças de carenagem são exatamente as mesmas para Titan 160 e Fan 160, o que separa as duas motos esteticamente é a pintura. A Honda CG Fan pode ser pintada de preto ou vermelho sólidos, tendo o prata como única opção metalizada. A tampa lateral é sempre preta em todos os casos. No caso da Titan, existem grafismos exclusivos para o tanque e as laterais, enquanto a rabeta é sempre preta, assim como as laterais, para reforçar o visual mais esportivo. Além disso, a Titan pode ser pintada de vermelho, azul claro ou azul escuro sempre com acabamento perolizado.

Honda CG 160 Titan
Honda CG 160 Titan
Imagem: Divulgação

Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a Honda CG 160

Honda CG 160