Você compraria uma moto Peugeot desenvolvida na Índia?

Divisão de duas rodas da marca francesa hoje é controlada pela gigante indiana Mahindra, assim como a Jawa
Nova Peugeot P2X

Nova Peugeot P2X | Imagem: Divulgação

Até 2019, a Peugeot fabricava os tradicionais pimenteiros da empresa, carros e tinha até uma divisão de motos e scooters bastante tradicional na Europa. No ano passado, a operação de duas rodas foi vendida para o gigante conglomerado indiano Mahindra&Mahindra. Por meio da subsidiária Classic Legends, ele opera ainda as marcas Jawa e BSA.

Agora, a francesa apresentou os detalhes iniciais da primeira motocicleta Peugeot desenvolvida sob a batuta da Mahindra que, segundo a empresa, está em estágios avançados de desenvolvimento. A maca informou que a novidade deverá ser baseada nos conceitos P2X, dupla de motos que foram apresentados no Salão de Paris (FRA) no ano passado.

Os detalhes da nova moto da Peugeot ainda são escassos, mas a marca planeja lançar as novidades entre 2021 e 2023. Na imprensa indiana, cogita-se que as novas motos da Peugeot, mesmo com baixa cilindrada, já deverão contar com arrefecimento a líquido e duplo comando de válvulas, além de um visual mais trabalhado que as motos de entrada da Mahindra, ao passo que a empresa indiana busca um posicionamento mais premium.

Os conceitos Peugeot P2X traziam duas abordagens na época em que foram revelados no salão do automóvel francês. O primeiro era uma urbana com ares de esportiva e banco monoposto, trazendo um motor 125. Já o segundo tinha um propulsor maior, de 300 cm³. Visualmente, aproximava-se das cafe racers, trazendo pinturas e grafismos retrô e um banco revestido de couro claro.

Nova Peugeot P2X
Peugeot P2X
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!