Você pagaria R$ 200 mil em uma moto 2 tempos?

Langen tem motor de 249,5 cm³ de capacidade com dois cilindros em V e 75 cv de potência. Terá apenas 100 unidades feitas
Langen tem motor 250 V2 de 2 tempos

Langen tem motor 250 V2 de 2 tempos | Imagem: Divulgação

Com regras de emissões cada vez mais restritivas, os fumacentos motores de ciclo dois tempos ficaram no passado. Hoje, são vistos apenas em scooters pequenos, modelos off-road e em alguns mercados asiáticos. No entanto, a Langen Motorcycles quis fazer uma homenagem a estes propulsores mais simples.

A empresa apresentou no Salon Privé, evento automotivo de alto luxo britânico, uma cafe racer com ares futuristas, mas trazendo um motor diretamente do passado. A moto já tem itens modernos, como faróis de LED, chassi de treliça  freios mais potentes, mas seu quadro abriga um propulsor de ciclo 2 tempos. Esse tipo de motor trazia vantagens por ser ser mais leve e simples, tendo apenas sete peças móveis. Mas emitia fumaça e exigia a mistura de óleo no combustível.

Langen tem motor 250 V2 de 2 tempos
Motor V2 250 de ciclo 2 tempos da Langen gera 75 cv
Imagem: Divulgação

O propulsor usado pela Langen é fornecida por uma empresa italiana chamada Vins. Ele tem dois cilindros em V, arrefecimento a líquido e injeção eletrônica de combustível. Com 249,5 cm³ de capacidade, já entrega 75 cv de potência. O número é bem mais elevado que o de um propulsor equivalente de ciclo 4 tempos: entre 20 cv e 30 cv.

Mesmo “fumacenta”, a Langen diz que suas motos serão homologadas para andar nas ruas europeias, apesar das regras de emissões. A empresa anunciou que apenas 100 unidades serão feitas a mão, o que abre uma brecha na regulamentação de poluentes. No entanto, quem quiser um unidade terá que desembolsar 28.000 libras, sem impostos, ou cerca de R$ 205 mil na conversão direta. Ainda assim, a empresa diz estudar o aumento da produção devido à demanda acima do esperado.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!