As 10 motos que mais cresceram em vendas em 2021

Shineray e Royal Enfield se destacaram no levantamento de MOTOO, que considerou modelos com ao menos mil emplacamentos no ano passado
Shineray SH 125 Worker 2022

Shineray SH 125 Worker 2022 | Imagem: Divulgação

Se afirmar que a CG 160 foi a motocicleta mais vendida do Brasil no ano passado é algo óbvio o mesmo não se pode dizer da lista de modelos que mais cresceram nas vendas nesse período.

Por isso MOTOO fez um levantamento para descobrir quais foram as 10 motos que mais apresentaram crescimento em relação a 2020. Para deixar a lista mais realista, eliminamos modelos que venderam menos de mil unidades e também aqueles que foram lançados em meados de 2020 (e que por isso teriam índices de crescimento artificiais).

Confira como ficou o ranking dos modelos que estão em alta nas vendas:

1º Shineray 125 – 290% de aumento

O primeiro lugar da Shineray envolve o fato de não existirem informações públicas que separem seus vários modelos de 125cc. Por isso, todos eles aparecem como um só. Apesar disso, a comparação dos números de 2021 com 2020 apresenta um salto impressionante, de apenas mil unidades para 4 mil motos.

2º Royal Enfield Himalayan – 135% de aumento

A aventureira indiana estreou bem no Brasil e tem agradado o público a ponto de 2 mil unidades terem sido vendidas no ano passado, mais do que o dobro de 2020. Não é à toa que a Royal planeja ampliar a ‘família’ Himalayan em breve.

3º Honda XRE 300 – 82% de aumento

Entre as 10 motos selecionadas, a XRE 300 é a que mais apresentou emplacamentos – quase 31 mil em 2021. A trail com motor de 292 cc é um fenômeno no ranking, vendendo mais que motos de cilindrada mais baixa e preço mais acessível.

4º Avelloz AZ1 – 76% de aumento

A cinquentinha da Avelloz, marca criada em 2008 em Pernambuco, teve um belo incremento nas vendas, chegando a quase 3 mil emplacamentos no ano passado.

Honda XRE 190 2019
Honda XRE 190 
Imagem: Divulgação

5º Royal Enfield Interceptor 650 – 65% de aumento

A retrô da Royal é mais uma comprovação do sucesso da marca indiana no Brasil. A Interceptor terminou 2021 com 1.354 emplacamentos, sendo a terceira moto mais vendida da empresa.

6º Honda XRE 190 – 60% de aumento

A irmã mais barata da XRE 300 também fez bonito no ano passado, com quase 22 mil motos vendidas. Trata-se de um incremento de mais de 8 mil unidades em relação a 2020.

7º Yamaha NMAX – 60% de aumento

Eis uma Yamaha que se deu bem em 2021, após problemas de produção em Manaus. A scooter ganhou terreno na dura disputa com a Honda PCX, chegando a quase 20 mil unidades emplacadas.

8º Honda Elite 125 – 56% de aumento

A scooter mais barata da Honda teve um crescimento impressionante durante o ano passado, após um início trôpego. Por isso ela chegou em 8º, caso contrário certamente poderia estar numa posição mais elevada nesse ranking.

9º Yamaha MT-03 – 54% de aumento

Sem grandes holofotes, a trail MT-03 passou de 10 mil unidades vendidas contra 6.600 motos em 2020, confirmando ser ela um dos modelos mais admirados da marca japonesa

10º Yamaha Fazer 150 – 51% de aumento

A mais sofisticada moto urbana da Yamaha se saiu melhor que sua irmã mais barata, a Factor 150. Ao menos em variação em relação a 2020, a Fazer 150 conseguiu aumentar suas vendas em pouco mais de 50%.

Posição Modelo 2020 2021 Dif. Variação
Shineray 125 1035 4038 3003 290,1%
Royal Enfield Himalayan 866 2034 1168 134,9%
Honda XRE 300 16977 30951 13974 82,3%
Avelloz AZ1 1697 2978 1281 75,5%
Royal Enfield Interceptor 650 819 1354 535 65,3%
Honda XRE 190 13711 21959 8248 60,2%
Yamaha NMax 12490 19958 7468 59,8%
Honda Elite 125 14024 21801 7777 55,5%
Yamaha MT-03 6611 10153 3542 53,6%
10° Yamaha Fazer 150 11010 16663 5653 51,3%
Assine a newsletter semanal do AUTOO!