BMW, Ducati e KTM têm 2021 com recordes de vendas mundiais

Em ano cheio de problemas por conta da pandemia, marcas de motos premium festejaram resultados acima da média
KTM 390 Adventure 2022

KTM 390 Adventure 2022 | Imagem: Divulgação

Parece surreal mas o ano de 2021 foi inesquecível no bom sentido para a BMW, Ducati e KTM. As três fabricantes europeias de motocicletas registraram níveis recordes de vendas em meio à pandemia do Covid-19.

A italiana Ducati quase beirou a venda de 60 mil motos (59.447), 12% a mais do que em 2019, ano não afetado pelo coronavírus. Os Estados Unidos foram o principal mercado da marca de Bolonha, mas os australianos surpreenderam ao comprarem 50% mais motos do que no ano anterior.

A Multistrada V4 foi o modelo mais vendido no mundo, com quase 10 mil unidades entregues aos clientes. A família Scrambler 800 ficou perto, com 9 mil unidades, enquanto a Monster terminou o ano com 8,7 motos vendidas.

A Ducati tem ainda maior expectativa quanto à 2022 e sua avalanche de lançamentos. A marca apresentou nada menos que nove modelos nos últimos meses do ano passado, incluindo a DesertX.

Ducati Panigale V4 S 2022
Ducati Panigale V4 S 2022
Imagem: Divulgação

Melhor ano da história

Se no Brasil a KTM tem uma presença modesta, no restante do mundo a situação é oposta. A fabricante austríaca atingiu a marca 333,9 mil motos vendidas em 2021, 23% a mais do que em 2020.

Vale dizer que o número incluir as marcas GasGas e Husqvarna, mas impressiona como a empresa conseguiu obter uma demanda mundial tão significativa, dois terços oriunda de fora da Europa, seu mercado mais tradicional.

Já a BMW não tem do que reclamar. A fabricante da Baviera alega ser a líder mundial no segmento premium, graças à soma da sua atuação no mercado de automóveis (incluindo Mini e Rolls Royce) e motocicletas.

A BMW Motorrad, por si só, registro sua marca histórica no ano passado. Foram 194,3 mil unidades emplacadas no mundo, alta de 14,8% em relação a 2020.

A companhia dedica especial atenção ao desempenho das motos com motor Boxer, como os modelos R 1250 GS e GS Adventure, responsáveis por 60 mil emplacamentos em 2021.

A BMW comemorou ainda a entrada no mercado da sua primeira motocicleta M, a M 1000 RR, que teve 1.070 unidades vendidas. Agora a fabricante faz sua aposta na eletrificação com o início das vendas da scooter CE 04 neste ano, comprovando que a crise passou longe das marcas de motos.

BMW S 1000 RR 2021
BMW M 1000 RR 2021
Imagem: Divulgação