BMW M 1000 RR será ''safety bike'' na MotoGP

Além dos tradicionais safety cars, marca alemã fornecerá a primeira motocicleta "madrinha" da competição
BMW S 1000 RR 2021

BMW S 1000 RR 2021 | Imagem: Divulgação

A BMW fornece os carros-madrinha para a MotoGP desde 1999. Mas fará algo inédito para a abertura da temporada 2021 do campeonato, que ocorrerá no próximo dia 28 de março no Qatar. Além de veículos tradicionais, a empresa estreará a primeira “moto-madrinha” da  competição.

Trata-se da M 1000 RR Safety Bike, a primeira moto da história da BMW a ser preparada pela divisão Motorsports da empresa. Para a tarefa de guiar os competidores nos momentos mais críticos da corrida, a moto recebeu poucas alterações em relação ao modelo convencional, ganhando apenas adesivos dos patrocinadores do campeonato. Uma segunda M 1000 RR passará a integrar a frota de “carros-madrinha” da MotoGP em abril, na etapa de Portugal.

BMW S 1000 RR 2021
BMW M 1000 RR Safety Bike ao lado dos demais carros-madrinha da MotoGP em 2021
Imagem: Divulgação

Apresentada em setembro do ano passado, a BMW M 1000 RR ganhou um tratamento especial da divisão M na comparação com a S 1000 RR convencional. Ela recebeu comando de válvulas variável, pistões Mahle redesenhados e taxa de compressão elevada para 13,5:1. As bielas passam a ser de titânio, mais leves.

Os coletores de admissão também foram retrabalhados e faz-se uso de um escapamento de titânio fornecido pela Akrapovic, além de materiais mais nobres e leves para o comando de válvulas. Com isso, a M1000RR é capaz de entregar 212 cv de potência a 14.500 rpm, ou 5 cv a mais em relação à S1000RR. Para conter a velocidade, são usados os freios da M, desenvolvidos pela própria marca em competições de modo a garantir maior resistência à fadiga e proporcionar maior controle ao piloto. As pinças M são pintadas de azul.

BMW S 1000 RR 2021
BMW M 1000 RR Safety Bike
Imagem: Divulgação
Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a BMW S 1000 RR

BMW S 1000 RR