BMW G 310 GS ou KTM Adventure 390: briga de pequenas aventureiras

Com o crescimento do segmento das trails premium de entrada, modelos se destacam nos mercados emergentes
KTM Adventure 390 ou BMW G 310 GS?

KTM Adventure 390 ou BMW G 310 GS? | Imagem: Reprodução

Com o crescimento e o amadurecimento do setor de duas rodas em países emergentes, as marcas premium tradicionais apostaram em parcerias com marcas indianas ou chinesas para o desenvolvimento de motos aventureiras mais acessíveis em seus catálogos. Foi isso que possibilitou a existência de modelos como a BMW G 310 GS e a KTM Adventure 390.

A Índia ainda é um dos principais mercados para essa dupla de pequenas aventureiras. Enquanto a BMW está disponível no Brasil, o modelo da KTM ainda não chegou, apesar de seu motor ser o mesmo da Duke 390 já vendida em nosso país. No mercado indiano, a recém-renovada G 310 GS custa 285.000 rúpias (R$ 21,7 mil), enquanto a Adventure 390 sai por 349.000 rúpias (R$ 26,6 mil).

Saiba mais: Veja o que muda na nova BMW G 310 GS 2021

BMW G 310 GS 2021
BMW G 310 GS 2021
Imagem: Divulgação

Dando início às comparações de ficha técnica, as duas motos lançam mão de receitas similares de motor. Ambas trazem propulsores monocilíndricos arrefecidos a líquido. O da BMW tem 313 cm³, entregando 34 cv de potência a 9.500 rpm e 2,8 kgfm de torque a 7.500 rpm. Já o da KTM tem 373,2 cm³, gerando 43 cv a 9.000 rpm e 3,7 kgfm a 7.000 rpm. Ambas trazem câmbio mecânico de seis marchas e transmissão final por corrente.

Indo para as medidas, o peso em ordem de marcha da G 310 GS é um pouco menor: 175 kg contra 177 kg da Adventure 390. O tanque da KTM, com 14,5 litros é maior que o da BMW, que tem 11 litros. Na suspensão, a Adventure tem bengalas mais grossas (43 mm contra 41 mm da rival). Já a GS de entrada tem mais curso nos amortecedores, com 180 mm na dianteira e na traseira contra, respectivamente, 170 mm e 177 mm da 390. Outra vantagem da alemã sobre a austríaca é o vão livre em relação ao solo. São 220 mm da BMW contra 200 mm na KTM.

Saiba mais: Royal Enfield Himalayan 2021 chega ao Brasil

KTM Adventure 390
KTM Adventure 390
Imagem: Divulgação

Enquanto a KTM Adventure 390 tem vantagens na motorização, mas não tem um conjunto tão preparado para terrenos acidentados como a BMW G 310 GS, a austríaca aposta em uma lista de equipamentos mais farta. Ela traz de série painel digital com tela TFT de 5 polegadas, quick-shifter bidirecional, conectividade via Bluetooth e ABS calibrado para frenagem em curvas. Todos estes itens não estão presentes na BMW, que conta apenas com um painel digital mais antigo, de LCD.

No entanto, a diferença de preços é alta, com vantagem para a nova G 310 GS. Apesar de KTM Adventure 390 ser mais potente e trazer mais equipamentos, cobra caro e não está tão bem preparada para as condições precárias das estradas indianas quanto a BMW. Naquele mercado, portanto, a escolha pela GS é mais justificável. No entanto, é uma briga que não ocorre no Brasil e a opção da BMW é uma das únicas trails premium mais acessíveis por aqui.

Assine a newsletter semanal do AUTOO!

Tudo sobre a BMW G 310 GS

BMW G 310 GS